Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amor Próprio

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Amor Próprio

14
Jun18

Quando te afastas de ti

Marta Leal

afastar-me de mim.jpg

 

 

Quando te afastas de ti

Marta Leal

#amorpróprio

#desenvolvimentopessoal

 

Por vezes percebo que me afasto do que mais gosto. Afasto-me dos meus hábitos de leitura, mas, sobretudo, afasto-me dos meus hábitos de escrita. Gosto de escrever. Gosto do modo como as palavras se entrelaçam umas nas outras e ao mesmo tempo me desembaraçam as ideias e as vontades.

 

Mas escrevia eu que me afasto do que mais gosto. E afasto-me porque me perco na tarefa diária da resposta e da preparação de um dia a dia que é repleto de solicitações e, também de distrações. E é só quando me ouço a dizer “tenho saudades de escrever” que percebo que passaram semanas desde que me permiti fazê-lo. E o tempo é demasiado valioso para que não façamos aquilo que nos faz bem.

 

Para mim é a escrita e para ti? O que é que te dá prazer e te faz esquecer o tempo?

 

Reserva todos os dias um momento para o fazeres. Lembra-te que a alma é alimentada pelo que te dá prazer e se esgota na tarefa rotineira. Aproxima-te de quem és, funde-te em quem és!

 

Faz da tua vida inspiração!

Marta Leal

Inspiração e Motivação

 

 

06
Fev18

Sobre o amor!

Marta Leal

valentine-3126531_960_720.jpg

 

Esta coisa de se sofrer por amor é transversal. Transversal na idade, no sexo, na situação económica e até na cultura onde estamos inseridos. Sofrer por um amor proibido, por um amor que terminou ou por um amor não correspondido toca a todos. Quer dizer, toca a todos os que estiverem dispostos a amar, a entregarem-se e a arriscar. Porque viver um amor nos dias que correm é arriscado. Não por questões que se prendam a Montecchios e Capuletos mas por questões muito mais desafiantes.

 

Vivemos acelerados. Queremos tudo para ontem e temos medo de não conseguir viver aquilo a que temos direito. Queremos uma relação mas ao mesmo tempo queremos ter espaço. Queremos viver o amor mas ao mesmo tempo queres viajar com os amigos de infância porque sempre o fizemos. Queremos estar com a pessoa que amamos mas apenas quando o clima estiver propicio. Queremos ter o outro ao nosso lado mas apenas quando nos apetecer.

 

E vamos vivendo com um pé entre cá e lá sem nunca nos comprometermos, escondidos entre o "logo se vê" e o "depois pensamos nisso". E um dia o "logo se vê" transforma-se num "desapareceu para sempre" em vez de se transformar num "foram felizes para sempre" e, avançamos para outra, replay após replay. Começa-se sem se começar e acaba-se sem se acabar. 

 

Sofremos de amor mas falta-nos entrega. Falta-nos dedicação. Falta-nos diálogo e vontade de resolver. Falta-nos compromisso e falta-nos acreditar que as relações funcionam e que o verdadeiro amor move montanhas! Falta-nos amar!

 

 

Faz da tua vida inspiração!

Dia  35

Marta Leal - Coaching Inspiracional

 

 

06
Fev18

Adoro pessoas sábias

Marta Leal

 

hamburg-1399961_960_720.jpg

 

As saudades que eu tenho de uma boa conversa onde a dança de palavras nos envolve mais que abraços. Que saudades que eu tenho de um vai e vem de assuntos que me fazem crescer em quem sou e em quem fui. Tenho uma paixão por pessoas sábias. Adoro ouvir contar as suas histórias, vivências e aprendizagens enquanto o rosto vai oscilando entre sorrisos e lágrimas, paixão e desilusão ou mesmo dor. Crescemos na dor é o que muitos me têm dito. Crescemos na dor e descuidamos-nos nos momentos de prazer. Mas perdoem-me, desviei-me daquilo que vos pretendia contar. Dizia eu que adoro pessoas sábias. Adoro conversar com quem me cativa e com quem me faz sorrir. Adoro a sapiência de quem passa anónimo num mundo catalogado por curriculum e diplomas. Gosto. Gosto mesmo daqueles que despidos de qualquer tipo de papel me dão tanto.

 

 

Para hoje, peço-te que te dispas de todos os cursos que tiraste, de todos os diplomas que obtiveste e que te concentres apenas em ti. Até porque tu és muito mais do que isso. Por isso peço que te ouças. Ouve-te! Ouve-te no que és e ouve-te em quem és!

 

 

Faz da tua vida inspiração!

Dia  34

Marta Leal - Coaching Inspiracional

18
Jan18

Quanto tens dado de ti?

Marta Leal

rua.jpg

 

 

Existem dias que são uma autêntica surpresa e que nos revelam resultados surpreendentes. Iniciar um novo grupo de trabalho tem sempre os desafios das datas e das desculpas que somos todos peritos em dar. Numa profissão como a minha tanto posso chegar e ter casa cheia quando espero casa vazia como pode acontecer exactamente o contrário. Este novo grupo promete e sei que vou dar muito de mim.

 

Dar de nós é um dos factores primordiais para que o sucesso aconteça, seja em que área for. Acredito que mais do que as circunstâncias e oportunidades temos o esforço, a vontade e o querer. Hoje sugiro-te que reflictas sobre o teu querer. Queres mesmo? O que tens feito para conseguires? Quanto tens dado de ti para chegares ao que te propões? 

 

Faz da tua vida inspiração!

Dia  12

Marta Leal - Inspirational Coaching

08
Jan18

Seguir a intuição faz parte do segredo para seguirmos o nosso caminho

Marta Leal

coffee-2439897_1920.jpg

 

Gosto de acordar de forma lenta. Gosto de ir despertando ao ritmo dos sons dentro e fora de casa. Hoje foi um desses dias. As conversas das miúdas, as despedidas que variam entre um até logo e um até sexta, fazem-me despertar e acordar para o meu dia-a-dia. O dizermos diariamente o quanto gostamos um dos outros faz-me sorrir e perceber que fiz um bom trabalho enquanto mãe e enquanto mulher. Desperta-se totalmente ao som de rosnares e de miados e acorda-se para a vida. Hoje o dia é de domicílios e skype. Pelo caminho ficam os aspetos práticos da vida, as recolhas na lavandaria e uma passagem pelos correios.

 

De facto somos a soma do que escolhemos ser e do que escolhemos fazer . Sempre que me sinto numa encruzilhada  pergunto-me qual foi a intenção que me levou ali e o que me fez mover. Procuro um lugar calmo, fecho os olhos e  ouço  a minha intuição. Partilho da opinião daqueles que dizem que a intuição é normalmente a escolha menos lógica. E tem dias que não a ouço. Que me perco num raciocínio lógico que me engana e que me diz aquilo que eu quero ouvir e não aquilo que eu devo ouvir. Seguir a intuição faz parte do segredo para seguirmos o nosso caminho. Defendo esta ideia com unhas e dentes. Mas a verdade é que há momentos em que ainda me perco num emaranhado de pensamentos tão lógicos que até irritam.

 

Cá por casa encaixar uma vida social no movimento pessoal e profissional está a ser um desafio enorme. Resta-me a criatividade e a vontade para que alguns momentos se concretizem.

 

Faz da tua vida inspiração!

Dia 8

Marta Leal - Inspirational Coaching

07
Jan18

Sobre o negócio!

Marta Leal

coffee-2306471_1920.jpg

 

Dizem que ao fim de semana se descansa mas quando somos o negócio que temos as coisas nem sempre se passam assim. Nos últimos tempos e com a agenda cheia os fins de semana têm sido dedicados a sessões e formações. Fazer o que mais gostamos e atingir as metas a que nos propomos exige resiliência, persistência e dedicação, muita dedicação!

 

Cá por casa houve saída de miúdas com a filha mais nova e volta pelos saldos. Aproveitar os momentos com a mais nova num momento em que os mais velhos estão fora tem um sabor especial, mesmo muito especial.

 

Faz da tua vida inspiração!

Dia 6

Marta Leal - Inspirational Coaching

03
Jan18

Uma questão de percepção

Marta Leal

hourglass-1703330_960_720.jpg

 

Uma das vantagens de trabalhar por conta própria está na gestão do meu tempo. Sou mais de noites do que de manhãs e apesar de normalmente acordar cedo existe em mim uma tendência em arrastar-me e produzir muito pouco pela manhã. Deste modo procuro planear-me de acordo com quem sou. Hoje a manhã foi passada entre lavandaria, supermercado e costureira. Assuntos que me maçam bastante e que tenho uma tendência natural em prorrogar. É quase preciso chegar ao limite para entrar em ação. Coach que é coach fala sempre a verdade! 

 

Temos todos tendência em fazer primeiro o que nos dá prazer e deixar para último aquilo que não nos apetece nada. Hoje sugiro-te que invertas a ação. Começa por fazer aquilo que gostas menos e que tem de ser feito e termina a fazer aquilo que te dá mais prazer. Vais ver que a sensação de concretização e de realização é totalmente diferente.

 

Cá por casa tomei consciência que este ano faço 49 anos. Há uns anos achava que nessa idade estaria de pés para a cova de tão velha que seria. A percepção sobre a idade muda de acordo com o que vamos vivendo e de acordo com as pessoas com que nos vamos cruzando. Nada me faria prever que aos 49 anos estaria a desenvolver uma nova carreira, uma nova vida e um novo caminho.

 

Não é uma questão de idade é uma questão de pensamento!

 

Faz da tua vida inspiração!

Dia 3

Marta Leal - Inspirational Coaching

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • petra

    Muito boas as tuas dicas e conselhos,adorei a tua ...

  • petra

    Graças a esta publicação,eu concluí que sou uma pe...

  • petra

    Muitos parabéns pelo teu destaque,adorei ler esta ...

  • Mamã Gansa

    Tão real este post.Infelizmente tanta gente vive a...

  • Psicogata

    Dar uma opinião ou uma alternativa construtiva na ...

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D