Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Tempos difíceis!

17.10.20, Marta Leal
Fazem-me falta sorrisos, abraços, e momentos únicos que só os afetos nos fazem sentir. Faz-me falta a espontaneidade dos encontros, das salas de formação, e dos abraços sentidos. Faz-me falta a presença daqueles que fazem parte da minha vida de forma autêntica sem qualquer condicionamento. Mas o fazer-me falta não impede que continue a acreditar num mundo melhor, e que um dia tudo isto vai passar. Recuso-me a ficar à espera que as circunstâncias mudem. A vida ensinou-me que (...)

Aproveita a maré

01.10.20, Marta Leal
- Estou cansada de lutar contra a maré - disse eu - E se te sentasses à espera que a maré mude? - respondeu-me ele Esta conversa foi há mais quinze anos, e durante uns tempos acreditei que a solução era mesma essa. Sentar-me e esperar que a maré mudasse para poder fazer o caminho que tinha definido. Não sabia que o caminho que tinha definido podia não ser o meu caminho.  Não sabia sequer que existiam tantos outros caminhos para chegar onde queria chegar. No entanto, há um (...)

Vão-se lixar!

21.09.20, Marta Leal
Ora vamos falar de um tema que está no tema do dia, que nunca pensei ser possível que algum dia estivesse: o aborto e a proposta de um dos partidos de retirar os ovários a mulheres que recorram ao mesmo através da Segurança Social para a qual todos contribuímos. Não percebi bem se esta proposta é só para aquelas que recorrem ao serviço nacional de saúde para o fazerem ou se também seria para quem recorre às clínicas privadas para o fazer. Porque se não for já temos uma (...)

Olá, Setembro!

01.09.20, Marta Leal
Sempre adorei Setembro. Adoro as cores e as manhãs frescas e adorava o sentimento de reclusão que este mês me transmitia: descanso, recolhimento, reflexão, a entrada em nós depois de meses de sol, casa cheia, praia, concertos, festas e socialização. Escrevo adorava porque este ano é atípico. Este ano cansei-me de reflexão, recolhimento e descanso. Cansei-me de movimentos travados, de abraços contidos e de beijos pensados. Com a saída dos filhos, este verão o silêncio da casa (...)

A importância de "gargalhar"

04.08.20, Marta Leal
Quando dou aulas de inteligência emocional ensino aos meus alunos a importância de rirmos. Costumo contar-lhes que a gargalhada é contagiante e que nos melhora enquanto seres humanos. Conto-lhes também da importância de rirmos de nós mesmos, dos nossos disparates, dos nossos tropeços, e até da nossa forma de ser e estar. Fui ensinada assim, e por consequência ensinei isso aos meus filhos e ensino isso aos meus alunos. É por isso me gosto de rodear de pessoas que me fazem rir. (...)

Cuidar de ti

29.07.20, Marta Leal
Ao longo da minha carreira tenho ouvido sucessivamente a mesma pergunta "mas pensar em mim, não será egoísmo?". Ao longo da vida tenho respondido sempre a mesma coisa "primeiro temos de cuidar de nós para podermos cuidar dos outros". Continuo a pensar o mesmo. Só cuidamos verdadeiramente do outro quando estamos bem connosco, quando nos conhecemos verdadeiramente, quando nos aceitamos como somos, e quando aceitamos a vida como ela é. Quando cuidamos do outro sem cuidar de nós (...)

Encaixas-te ou pertences?

28.07.20, Marta Leal
A filha mais nova mudou-se para casa dela há cerca de dois meses, a filha do meio vai fazer o mesmo na próxima semana, e o filho mais velho foi viver com a namorada, espaçando as visitas. Cá por casa a barulheira deu lugar ao silêncio que é apenas interrompido por latidos ou miados. Pensei que estaria preparada para esta ausência, mas não estava. Não digo isto como lamento, apenas como constatação. A nova realidade é-me estranha seja em coisas tão simples como as compras de (...)

Olhar a vítima como vítima

06.07.20, Marta Leal
- Parece que o rapaz se matou  - Coitado, deve-se ter arrependido - Faz-se cada coisa por amor ... O meu corpo voltou-se, e as minhas entranhas revoltaram-se. Hesitei, enquanto olhava para aquelas duas pessoas a conversar, muito convictas daquilo que tinham acabado de dizer. Não vos consigo descrever o que senti. Como se descreve uma emoção de revolta e fúria? Como se descreve uma emoção de quem quer gritar que nada daquilo teve a ver com amor?  Como se descreve uma emoção de (...)

És uma ingénua, Marta Leal

26.06.20, Marta Leal
Hoje, em sessão, ouvia alguém a dizer que era demasiado crédula, e que continuava a acreditar nas pessoas. Não fosse eu saber que  temos tendência a atrair aqueles que são semelhantes a nós e teria pensado que era uma coincidência pensar exatamente do mesmo modo. Porque é exatamente assim que eu sou e assim que eu penso. Num mundo que insiste em combater eu continuo a querer agregar. Num mundo que insiste em apontar o dedo eu continuo a querer dar a mão. Não porque sou melhor (...)

A perda no tempo

25.06.20, Marta Leal
Ontem acabei de dar aulas às 23.00. Foi dia de  gestão de stress, e para além das teoria partilhámos situações, medos, acções e esperanças. Acredito que é na partilha que se cresce, sonha e avança. Confesso que já tenho saudades das salas de aulas presenciais, mas à falta do ideal ficamos pelo que nos está a ser possível. Escrevia eu que acabei de dar aulas às 23.00, fiz um jantar leve, vi um dos episódios da ultima temporada de uma das séries que ando a seguir, e (...)