Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

As histórias

14.12.20, Marta Leal
Somos feitos de histórias e fazemos parte de histórias, das nossas e das de todos aqueles que fazem parte de nós, e se cruzam connosco. Quero com isto dizer que somos a soma das histórias dos nossos antepassados e dos que virão a seguir a nós. Sempre acreditei que é nas histórias de vida que crescemos, refletimos e evoluímos. Nunca percebi esta minha vontade de contar histórias de vida e eis que há dias encontrei cá por casa algo que me colocou de lagrimita no olho ou não (...)

As histórias que fazemos dizem muito sobre quem somos

02.02.20, Marta Leal
Com o ritmo de trabalho que tenho tido, a necessidade de organização é cada vez maior.  No entanto, existem momentos em que o planeamento falha e as coisas acabam por não correr tão bem. Acordo cedo porque o dia vai ser longo. Entro para a banheira. Saio da banheira convencida que vou mudar a bilha de gás. Chego à varanda, olho para as bilhas e estão todas vazias. Volto para a banheira. Tomo banho de água fria. Acordo a filha mais nova e digo-lhe que domingo de manhã vamos ao (...)

O amor é cego

01.11.18, Marta Leal
    #oamorécego #Marta Leal #amorpróprio #desenvolvimentopessoal Conta a história que há muito muito tempo   existia um casal de velhinhos, que não tinha filhos, que moravam numa casa humilde de madeira e que tinham uma vida muito tranquila, alegre e com muito amor. Pode-se dizer que eram muito felizes.   Um dia a senhora teve um acidente. Houve um incêndio e as chamas atingiram o seu corpo todo. O marido acordou com os gritos e tentou ajudá-la o melhor que soube, tendo mesmo, (...)

O Mundo dos lápis afiados

12.01.15, Marta Leal
  João entrou no sótão certificando-se que ninguém o seguia, e deu duas voltas à chave. Retirou a caixinha que estava por debaixo de uma tábua solta e abriu-a. Tinha feito uma promessa e era hoje o dia em que a iria cumprir. Aqueles pequenos seres dependiam dele e não os podia desiludir.Lá dentro os pequenos lápis afiados começaram a (...)