Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

És uma ingénua, Marta Leal

26.06.20, Marta Leal
Hoje, em sessão, ouvia alguém a dizer que era demasiado crédula, e que continuava a acreditar nas pessoas. Não fosse eu saber que  temos tendência a atrair aqueles que são semelhantes a nós e teria pensado que era uma coincidência pensar exatamente do mesmo modo. Porque é exatamente assim que eu sou e assim que eu penso. Num mundo que insiste em combater eu continuo a querer agregar. Num mundo que insiste em apontar o dedo eu continuo a querer dar a mão. Não porque sou melhor (...)

A perda no tempo

25.06.20, Marta Leal
Ontem acabei de dar aulas às 23.00. Foi dia de  gestão de stress, e para além das teoria partilhámos situações, medos, acções e esperanças. Acredito que é na partilha que se cresce, sonha e avança. Confesso que já tenho saudades das salas de aulas presenciais, mas à falta do ideal ficamos pelo que nos está a ser possível. Escrevia eu que acabei de dar aulas às 23.00, fiz um jantar leve, vi um dos episódios da ultima temporada de uma das séries que ando a seguir, e (...)

A caminhada do bem

10.06.20, Marta Leal
A solidariedade é, por vezes, ingrata. Ouvi, algumas vezes, esta frase sem ter a verdadeira noção do que ela significava. Nos últimos tempos, não só percebi como senti que existem dias em que praticar a solidariedade pode ter um gostinho amargo. Isto acontece quando olhamos para os bens que temos vs famílias a ajudar, quando recebemos um não ou um silêncio como resposta aos pedidos que efetuamos, quando somos questionados constantemente se temos a certeza se as famílias precisam (...)

Perder ou não a fé na espécie humana

08.06.20, Marta Leal
Nas últimas semanas as emoções foram fortes, e a dor intensa. Todos sabemos que a morte faz parte da vida, mas quando ela chega de forma sorrateira, e inesperada apanha-nos desprevenidos. E não fica mais fácil à medida que avançamos na idade, pelo menos para mim não ficou. Vamos somando saudades dos que vão partindo. Somos a soma dos que conhecemos, das histórias que ouvimos, das experiências que tivemos, dos livros que lemos, e das reflexões que fizemos. Honrar quem partiu (...)

Somos seres livres, com poder de escolha!

07.05.20, Marta Leal
Hoje deixei-me dormir mais um pouco, mas por volta das sete já tinha estado acordada. Acordei com o som das minhas duas filhas na "converseta". Mas fiquei a ouvi-las fingindo que dormia. Adoro quando ouço aquelas conversas onde sentimos que partilham e se entendem. Mesmo que existam brigas, discórdias e discussões o apoio está sempre lá, entre eles os três, e isso deixa-me de coração cheio. Um dos sucessos da maternidade não está nas conquistas dos filhos, mas nos seres que se (...)

Desavenças

05.05.20, Marta Leal
Interessante como o que é diferente se torna rapidamente parte de um quotidiano. Estou-me a referir ao estar em casa, ao usar máscara, ao distanciamento físico, e a todo um novo conjunto de hábitos a que todos nos tivemos de adaptar. Ontem falava com um colega de trabalho e refletiamos sobre a necessidade de aceitarmos que será assim e que nada será como dantes. Mantenho-me a trabalhar à distância e, assim continuarei enquanto conseguir, e me fizer sentido estar.  Ao que eu (...)

Um dia da mãe diferente

03.05.20, Marta Leal
Já escrevi, por diversas vezes, que um dos papéis que mais gosto de desempenhar na vida é o de ser mãe. Poderia ter sido uma mãe muito melhor se tivesse o conhecimento que tenho hoje, mas não podíamos ter sido todas? Fui e sou a melhor mãe que consegui ser. Ao contrário do que possa parecer não escolhi o estilo parental mais fácil, escolhi o mais desafiante: aquele que nos deixa de coração apertado. Escolhi o estilo da responsabilização, da liberdade de movimentos e de (...)

Entre o bem e o mal

02.05.20, Marta Leal
Quando tudo isto começou, não fosse eu uma sonhadora, acreditei que íamos mudar. Acreditei que a grande maioria de nós ia perceber que só existe um caminho: a cooperação. Acreditei que a humanidade ia aprender e que isto iria ser uma grande lição. O que é que querem? O meu lado sonhador tem destas coisas, e por vezes faz-me acreditar em castelos de areia e unicórnios. Continuo a acreditar que o caminho é a união e a cooperação, mas desacreditei que foi desta que nos unimos (...)

Cinquenta dias em distanciamento

01.05.20, Marta Leal
Sempre que ouço alguém dizer que não faz sentido comemorar certos dias porque já atingimos aquilo a que o dia se refere, seja direitos da mulher, liberdade ou mesmo direitos dos trabalhadores, fico com um gostinho amargo na boca. E digo isto porque por um lado é perigoso termos tudo como garantido, e por outro porque não percebemos que devemos agradecer e honrar aqueles que tornaram tudo isto possível. Honramos muito pouco os nossos antepassados. Para ser sincera nunca tive uma (...)

É tempo de sermos solidários

27.04.20, Marta Leal
    Fiz 51 anos dia 4 de Março. Foi um daqueles dias em que comecei a dar formação às 10.00 e terminei às 23.00. Escolha minha, podia ter sido diferente, mas escolhi que fosse assim. Passei o dia a fazer o que mais gosto. Festejei o aniversário com os filhos no fim-de-semana e, nos dias que se seguiram surgiu a questão covid-19. Os almoços com os amigos foram desmarcados, e  o jantar com as amigas também. Com isto tudo esqueci-me que fiz anos. Isto leva-me, mais uma vez, a (...)