Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

O amor é cego

01.11.18, Marta Leal

Novembro.png

 

 

#oamorécego

#Marta Leal

#amorpróprio

#desenvolvimentopessoal

Conta a história que há muito muito tempo   existia um casal de velhinhos, que não tinha filhos, que moravam numa casa humilde de madeira e que tinham uma vida muito tranquila, alegre e com muito amor. Pode-se dizer que eram muito felizes.

 

Um dia a senhora teve um acidente. Houve um incêndio e as chamas atingiram o seu corpo todo. O marido acordou com os gritos e tentou ajudá-la o melhor que soube, tendo mesmo, ficado, também ele, queimado nos braços.

 

Quando os bombeiros chegaram restava muito pouco da casa. Tinha sido toda consumida pelas chamas. O casal foi transportado para o hospital, mas foi a senhora que cuidados inspirava, pois, o fogo tinha-lhe atingido grande parte do fogo e do rosto.

 

Quando finalmente se puderam ver ela disse-lhe:

 

- Está tudo bem, meu querido? – Sim, respondeu ele, é pena que o fogo tenha atingido a minha visão e que tenha ficado cego. Mas fica tranquila que a tua beleza ficou gravada para sempre no meu coração.

 

- Ainda bem que Deus te tirou a visão, as chamas queimaram-me o rosto e transformaram-me num monstro.

 

Depois de recuperados voltaram para uma nova casa onde o clima de amor continuava instalado. Ela fazia tudo por ele. Ele dizia-lhe diariamente o quanto a amava. E assim viveram mais 20 anos até que a mulher faleceu.

 

No dia do seu funeral, quando todos se despediam apareceu o marido sem bengala e sem óculos escuros. Aproximou-se do caixão, beijou-a no rosto e murmurou: Como és linda meu amor.

 

Um amigo de longa data perguntou-lhe o que se tinha passado, se tinha acontecido um milagre para que tivesse voltado a ver. Foi quando o velho senhor lhe respondeu:

 

- Eu nunca estive cego. Apenas fingi quando a vi toda queimada porque sabia que seria muito duro para ela viver daquela maneira. Foram vinte anos em que vivemos ainda mais felizes e apaixonados.

 

Nenhum amor sobrevive sem dedicação, entrega e certeza!

(autor desconhecido)

Desejo-te um novembro inspirador,

 

Faz da tua vida inspiração!

Marta Leal

Inspiração e Motivação