Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Já nem sei quem sou!

29.10.21, Marta Leal

woman-g41345fe8d_1920.jpg

 

- Já nem sei quem sou – dizia-me ele há uns dias

- Vamos descobrir? – respondi eu sem deixar de pensar nas vezes que ouço essa frase.

Algures no caminho o Paulo perdeu-se dele próprio. E só quando parou para refletir é que percebeu que o descontentamento que sentia estava associado a não saber quem era. São tantos os estímulos externos que sem darmos por isso entramos em piloto automático e esquecemo-nos de quem somos.

Há um risco que não podemos correr que é o de nos perdermos de nós próprios. E quando falo em perdermo-nos de nós próprios refiro-me não só a deixarmos para trás sonhos, mas também deixarmos de ser quem somos, de cuidar de nós, de defendermos as causas que nos fazem sentido, de assumirmos posições e de fazermos aquilo que nos dá prazer. E atenção que tomadas de posição e defesa de causas devem ser sempre vistas por uma perspetiva a favor de e nunca contra a.

Não somos ensinados a saber quem somos, mas devíamos ser porque é só quando sabemos quem somos que percebemos o que nos faz feliz e o que faz a nossa alma vibrar. E saber quem somos passa pelo bom e pelo mau que existe em todos nós. Passa pelo que é socialmente aceite e também por aquilo que alguns têm dificuldade em aceitar. Passa pela vulnerabilidade que tantos insistem em derrubar e por todos aqueles sentimentos que todos sentimos e que sabemos não serem “bonitos”.

Somos feitos de um todo e é só quando conhecemos e aceitamos esse todo que a verdadeira essência se mostra. Não te preocupes se sentes inveja, preguiça ou se determinada situação irrita. Faz parte. Faz parte de todo o ser humano ter esses momentos. Preocupa-te sim em refletires e corrigires aquilo que pensas ter de ser corrigido. Esquece o dogma da perfeição e do teres de estar sempre bem. Isso só existe na teoria porque a prática, meus caros, é totalmente diferente.

Encontra-te. Descobre-te. Aceita-te. Assume-te. Se não o conseguires fazer sozinh@, pede ajuda, mas recusa-te a viver perdid@ de quem és!

#martaleal

#desenvolvimentopessoal

#autoconhecimento

1 comentário

Comentar post