Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Eu cá "desconfino" quando me apetecer!

25.05.20, Marta Leal

one-way-street-1317586_1280.jpg

Não tive grandes dificuldades em confinar, mas estou a ter algumas dificuldades em desconfinar. De repente, sinto-me como quando tinha cerca de cinco anos e, fazia birras. Não me apetece desconfinar! Correndo o risco de ferir algumas suscetibilidades posso afirmar que este confinamento foi dos melhores acontecimentos que tive na minha vida. E até não tenho tido uma vida muito pacata, mas a verdade é que obrigada a parar tive tempo para refletir, para questionar, para observar, e para decidir. E o facto de me ter apercebido que não quero a minha vida de volta faz com que não me tenha apetecido desconfinar. Não me apetece voltar à correria, às refeições no carro, às noites dormidas à pressa, às horas passadas a conduzir, e à sensação de que está sempre algo em atraso.

Descobri que posso passar sem algumas coisas que dantes eram indispensáveis, que o mundo não acaba se me atrasar num prazo, e que o mundo continua a girar se eu dormir até mais tarde. Que é possível ter momentos de conversas com os filhos sem olhar para o relógio, que os quatro patas podem ter tempo de antena a qualquer hora do dia, e que não tem mal nenhum preguiçar de vez enquanto. Ainda não fui ao cabeleireiro, as unhas estão pelas ruas da amargura e a praia tem-se mantido distante, e não pensem que é por medo, por excesso de responsabilidade ou por me ter transformado numa talibã do confinamento.  Não. Simplesmente não me tem apetecido. É quase como se me fizesse sentido manter-me assim por mais uns tempos, mesmo que de vez enquanto me sentisse farta.

Há uns anos mudei de vida, com a certeza do que queria ser, ter e fazer. E as coisas correram muito bem, mas agora sei que me perdi algures entre o pagamento das contas, a responsabilidade perante as despesas com os filhos, a realização profissional, os compromissos assumidos e o amor ao que faço. Neste momento, as escolhas estão feitas e as vontades alinhadas. Despeço-me de alguns projetos, mantenho outros, e agarro-me aquilo que mais me faz vibrar. Voltar ao dia-a-dia vai significar viver de modo diferente, a um ritmo diferente com um intuito diferente. 

A semana passada bebi o primeiro café de há meses, o cabeleireiro e as unhas já foram marcados, os almoços que ficaram por fazer começam a ser remarcados, e as caminhadas também. Apetecem-me pessoas, mas não todas as pessoas. Apetecem-me os que me acrescentam, apenas os que me acrescentam.

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt