Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Encaixas-te ou pertences?

28.07.20, Marta Leal

beautiful-1854443_1920.jpg

A filha mais nova mudou-se para casa dela há cerca de dois meses, a filha do meio vai fazer o mesmo na próxima semana, e o filho mais velho foi viver com a namorada, espaçando as visitas. Cá por casa a barulheira deu lugar ao silêncio que é apenas interrompido por latidos ou miados. Pensei que estaria preparada para esta ausência, mas não estava. Não digo isto como lamento, apenas como constatação. A nova realidade é-me estranha seja em coisas tão simples como as compras de supermercado, seja na calma de uma casa onde existiu tudo menos ausência de pessoas. Sou de fácil adaptação e sei que rapidamente tudo entrará dentro da normalidade, mas neste momento sinto-me em ajustamento.

Não tenho escrito muito embora seja na escrita que me refugio, que me alimento e que me encontro. 2020 está a ser um ano estranho quer no que diz respeito às pessoas que perdi,  quer naquelas que encontrei. Há umas semanas ter-vos-ia dito que o ano estava a ser pesado, e ter-me-ia ficado por aí. Hoje, posso-vos contar que todas as ausências estão a ser colmatadas pelos novos encontros, pelas novas experiências, e pelos novos sentires.

Sou de pessoas e de afetos. Sou de sorrisos, de gargalhadas sonoras, de conversas fáceis, e de abraços apertados. Salto facilmente do chinelo para o salto alto ou do salto alto para o chinelo. Gosto da honestidade das palavras, dos afetos, da simplicidade de relacionamentos que insistimos em complicar. 

Apercebi-me de que há caminhos que já não quero trilhar. Interessante como de repente tudo muda.  Muda-se o contexto, e consequentemente alteramos a perspetiva da vida que percorremos e da que queremos percorrer. Lidar com certas realidades e com certas pessoas fez-me perceber onde me situo, e onde pertenço verdadeiramente. Só agora ganhei consciência de que, por vezes, me encaixei sem pertencer! E quando nos encaixamos passamos a vida a ter de nos ajustar porque não é natural. A sensação de desconforto torna-se nossa companheira, e não percebemos o porquê. Quando pertences muda tudo. Quando pertencemos o tempo para, a alma sorri, e tudo aquilo que fazemos é feito com amor. Pertencer é estarmos em casa, é despirmos-nos de máscaras, e sermos quem somos. Sem qualquer medo, apenas sermos!

E tu? encaixas-te ou pertences?

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt