Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Amor Próprio

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Amor Próprio

04
Mai18

Coisas que não entendo

Marta Leal

Tapete.jpg

 Coisas que não entendo!

Marta Leal

#cáporcasa

 

Cá por casa vive-se uma vida cada vez mais serena e pacata. Com a criançada crescida as necessidades são cada vez menores e se não fossem os 4 patas a minha vida pessoal atual seria uma pasmaceira se comparada à azáfama de outros tempos. A languidez da vida caseira contrasta em muito com o aceleramento da vida profissional mas sobre isso falaremos mais tarde.

 

E andava eu remoendo com os meus botões que não se passava nada de diferente quando damos por falta do nosso tapete da entrada.

 

- Oh! mãe - disse a filha mais nova - o tapete?

- Qual tapete? - respondo eu - alheia ao acontecimento.

- O tapete da entrada - responde ela com uma expressão que revelava surpresa, aliás grande surpresa!

- Está aí - respondo eu, totalmente certa de que a garota estava a ver mal.

Pare-se por momentos e perceba-se que, como é evidente, não pensei. Um tapete de entrada não é algo que se perca de vista ou que tenha mobilidade própria. E lá vou eu dar conta do ocorrido, certa de que haveria algum engano.

- Roubaram-nos o tapete - balbucio eu

- Grandes patifes - disse a filha mais nova

Bem, aqui para nós não foi bem isso que a filha mais nova disse mas este é um blog familiar e acho que vocês perceberam bem a ideia.

Fecho a porta e dou dois passos para voltar a ir fazer o que estava a fazer, quando pensei:

- Ah! Deve ter sido a Dona Maria que quando lavou as escadas trocou o tapete com alguém. E lá fui de chinelo no pé e calça de pijama na perna, escada acima e escada abaixo para verificar aquilo que não podia ser verificado. O sacana do tapete desapareceu, escafedeu-se, evaporou-se para parte incerta.

 

Houve quem alegasse que tinha sido o Aladino e outras pessoas afirmaram até que o tinham visto algures. A verdade é que já passaram duas semanas e nem tapete nem meliante que praticou tal atentado. Mais um caso que se fecha sem se descobrir a verdade. Mas isso não interessa nada. O que interessa é que ele já foi substituído por outro com tanta ou mais graça!

 

Se podia comprar tapetes que não dessem nas vistas? Poder podia, mas claro que não era a mesma coisa!

 

Faz da tua vida inspiração!

Marta Leal

Coaching Inspiracional

 

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • petra

    Muito boas as tuas dicas e conselhos,adorei a tua ...

  • petra

    Graças a esta publicação,eu concluí que sou uma pe...

  • petra

    Muitos parabéns pelo teu destaque,adorei ler esta ...

  • Mamã Gansa

    Tão real este post.Infelizmente tanta gente vive a...

  • Psicogata

    Dar uma opinião ou uma alternativa construtiva na ...

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D