Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Faz da tua vida inspiração

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida inspiração

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

As histórias que fazemos dizem muito sobre quem somos

02.02.20, Marta Leal

woman-1246844_1280.jpg

Com o ritmo de trabalho que tenho tido, a necessidade de organização é cada vez maior.  No entanto, existem momentos em que o planeamento falha e as coisas acabam por não correr tão bem. Acordo cedo porque o dia vai ser longo. Entro para a banheira. Saio da banheira convencida que vou mudar a bilha de gás. Chego à varanda, olho para as bilhas e estão todas vazias. Volto para a banheira. Tomo banho de água fria. Acordo a filha mais nova e digo-lhe que domingo de manhã vamos ao gás. Saio de casa. Ando em trânsito de um lado para o outro quando recebo os horários da filha mais nova que entrou no seu primeiro emprego. "Ora bolas já não consigo ir com ela ao gás", penso eu. A última consulta é desmarcada o que me permite ir fazer o que tem de ser feito. Afinal de contas quem andou a carregar com os filhotes também consegue carregar com uma bilha de gás.

Saio com a bilha vazia. Coloco no carro. Vou comprar gás. O senhor, atenciosamente, coloca-me a bilha dentro do carro. Chego à minha rua. Não há estacionamento à porta de casa. Vocifero cá por dentro, mas o que tem ser feito tem muita força! E eu até tenho alguma. Tiro a bilha da mala do carro, e nunca a distância do passeio do meu prédio me pareceu tão grande. Entro no prédio subo até ao primeiro andar. Entro em casa, pouso a bilha e tenho de me sentar no chão porque não me estou a sentir nada bem. 

Lembro-me que talvez seja melhor chamar alguém, mas olho para a porta do escritório e, no estado em que estou, é demasiado longe. Deixo-me ficar, sem forças nenhumas. Na minha mente começam a desfilar uma quantidade de pensamentos: "ainda bem que estou de vestido, se for desta para melhor sempre vou gira!", "ainda bem que não paguei a caminhada para Finisterra",  "afinal não vou chegar aos 120", "que chatice acontecer-me alguma coisa agora que a filha do meio, está de fim de semana, não queria estragar o fim de semana à miúda", "Ora que coisa primeiro dia de emprego da filha mais nova e dá-me a "travadinha", "pelo menos não deixo ninguém viúva", " a porcaria das bilhas bem que podiam ser mais leves" e mais alguns que não convém escrever num blog defensor da moral e dos bons costumes. Apercebo-me dos pensamentos que estou a ter e mando uma gargalhada sonora. O corpo já está recuperado e percebo que sou uma bem disposta mesmo em momentos menos bons. 

Levanto-me, sacudo o vestido, visto o casaco e saio para passear com as quatro patas. Confesso que me apanhei a rir várias vezes sozinha,  enquanto recordava o que me tinha passado pela cabeça.

As histórias que fazemos dizem muito sobre quem somos, certo?

 

 #fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt