Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Apaixonei-me uma centena de vezes e desapaixonei-me outras tantas

04.02.20, Marta Leal

pair-3798371_1920.jpg

Enquanto o novo livro não é publicado vou-vos deixando com um cheirinho da história de amor entre a Teresa e o Paulo.

        "Os primeiros tempos em Lisboa não foram fáceis. Estava tão habituado a viver fora da confusão que me custou a adaptar. Os meus dias eram passados no escritório e os meus fins de semana a caminhar pela rua. Sem destino. Inicialmente o meu pensamento girava à volta da Teresa. Interrogava-me como estaria, se já teria casado ou se sentiria a minha falta. E condenava-me por não ter avançado. Durante três anos, foram várias as vezes em que peguei no telefone para lhe ligar, mas perdia a coragem. Quanto mais tempo passava menos me parecia lógico. E afinal o que lhe iria dizer? Que justificação lhe daria para ter desaparecido completamente?  A Teresa foi sem sombra de dúvida, a única mulher que eu respeitei nas decisões que teve. Respeitei a escolha dela e afastei-me. Com todas as outras foi diferente. Sempre que me rejeitavam eu perseguia-as até conseguir de novo. Tornava-me obsessivo e quase paranóico. Com ela foi diferente. Com ela foi sempre diferente!

              As distracções amorosas que fui tendo fizeram-me esquecer não só o que se tinha passado, mas também a vida que tinha tido. Acabei por adaptar-me a uma vida citadina da qual hoje, dificilmente abdicaria. Não fui estupidamente feliz, mas também não fui infeliz. Fui vivendo, aproveitando a vida da forma que me fazia sentido.

              Apaixonei-me uma centena de vezes e desapaixonei-me outras tantas.

              Não sei se a autora deste livro irá falar disso, mas eu sou aquele tipo de homens que se apaixona muito rapidamente e que se desapaixona na mesma velocidade.

              Coitadas das mulheres que me caíram nas garras. Umas mais inocentes que outras, sempre acreditando que podiam fazer a diferença, ou para ser mais exacto sempre pensando que me podiam modificar. Verdade seja dita, algumas eram mesmo burrinhas. Talvez isto seja também um padrão. Nunca me relacionei com ninguém muito inteligente e que me desafiasse intelectualmente. Se calhar foi por essa razão que me fartei. Digo que me fartei porque nos últimos cinco anos virei eremita. Depois da cena de faca e alguidar que a Júlia me fez, percebi que estava num registo que não podia continuar. Querida Júlia! Tinha tanto de mulherão como de maluca. Podemos tirar a mulher do bairro da lata, mas nunca poderemos tirar o bairro da lata da mulher.  Adorava um bom escândalo. De início, até achava piada a esse lado dela, até ao dia que me entrou, restaurante dentro, enquanto eu jantava com uns clientes dinamarqueses. Valeu-me o tradutor que inventou a história de ela ser uma ex-secretária minha que se tinha passado da marmita quando eu a despedi. Para ser mais exacto valeram foi os quinhentos euros que lhe prometi mal a vi chegar ao restaurante.

              Tenho tanta história sobre o mulherio com que me envolvi e com quem me cruzei, mas calculo que muitos de vocês estão curiosos sobre a confissão do meu amor à Teresa. Não. Ainda não confessei. Eu sei que estou a seguir um padrão com ela e tenho intenções de o quebrar, mas tenho receio. Tenho receio que me rejeite. Que me diga que não está pronta e que neste momento o mais importante é o projecto. Tenho receio que não confie em mim ou mesmo que não sinta o mesmo que eu. Ou serei eu que não confio em mim?

              Ainda tenho muito para vos contar, mas vou ter de vos deixar. Desde que comecei a falar convosco já é a terceira vez que a Teresa me liga e só pode ter acontecido alguma coisa porque ela não é de insistir!"

In "oganiza-te no amor"

 

 #fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt