Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Porque é que isso me teve de acontecer a mim?

31.03.20, Marta Leal

stack-of-books-1001655_1920.jpg

O despertar foi lento. As costas ainda se queixam, os raios de sol são inexistentes, e o meu sistema interno ainda está associado ao horário antigo. Banho, pequeno-almoço sentada, passeio com as quatro patas, leitura e escrita. Hoje de um modo mais rápido porque a tarde vai ser de aulas. Ao fim de 18 dias em casa deixei de estranhar e já se começo a entranhar. As consultas diminuíram, as horas de formação também, mas tenho ocupado o tempo em reestruturação, a terminar o que deve ser terminado e a ter tempo para mim e para os meus.

O filho mais velho faz hoje 26 anos. Não nos veríamos hoje, mas teríamos combinado um jantar para o próximo fim de semana. Iríamos dar os abraços do costume, e rirmos-nos todos à gargalhada com a implicância de uns com os outros. Não vai ser no próximo fim de semana, mas irá ser no primeiro dia em que o possamos fazer todos em segurança. 

- Não tenho sorte nenhuma, porque é que isso me teve de acontecer a mim e agora? - disse-me ela.

- Sabes que não foi só a ti, certo? - respondi eu

No final disto tudo vão existir todo o tipo de histórias. Histórias de quem perdemos, mas também histórias de quem encontrámos. Vamos conhecer histórias para quem esta situação foi arrasadora, e outras histórias para quem foi um golpe de sorte. Vamos ter histórias de soluçar, mas também histórias de encantar. O que não podemos pensar é que só nos aconteceu a nós. Neste preciso momento está a acontecer a todos. Aos que têm consciência e aos que ainda não a tiveram, aos que estavam bem, aos que estavam mal, aos que estavam a construir, e aos que tinham desconstruido. No final, todas as nossas questões anteriores nos vão parecer banais face ao caminho que estamos a fazer. Se não nos parecerem foi porque não percebemos nada do que se passou.

Exercita a mente e o corpo. Fala com os teus. Procura boas noticias. Influencia sem infetar. Sê presente na vida daqueles que sabes estarem sozinhos. Aplaude, motiva, diverte-te, escreve um diário,e não te esqueças de rir. Questiona-te sobre quem és e sobre quem queres ser. Sabes que este é o momento ideal para te encontrares? 

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

Faz da tua casa uma trincheira

30.03.20, Marta Leal

trench-3796599_1920.jpg

Aula de pilates, banho, passeio com as quatro patas, leitura e escrita. Hoje estou "perra". De tanto limpa, arruma e arrasta móveis doem-me as costas. Doem-me as costas e sinto-me "crocante" o que aos cinquenta e um anos não deve ser coisa fora de comum. Os dias estão divididos em manhã de lazer , e tarde de trabalho e criação. Sempre tive a mania de ler vários livros ao mesmo tempo, ora nos dias que correm sinto-me num parque infantil a ler tudo o que estava por ler, e a descobrir livros que já nem me lembrava que tinha comprado. 

Continuo muito orgulhosa da "minha gente", e da forma como ao pouco nos vamos fechando nas trincheiras enquanto os da linha da frente lutam para salvar vidas. Estou orgulhosa dos que se uniram para ajudar, e dos que diariamente saem para que nada nos falte. Estou orgulhosa e agradeço a todos os que me fazem sentir a onda de amor que está cada vez maior. Acredito que juntos podemos fazer um verdadeiro tsunami de amor ao outro. E, quando tudo isto terminar que todos possamos reconhecer mudanças, reinventar estilos de vida, e valorizar o que deve ser valorizado.

Continuo a sugerir-te para te afastares da negatividade, das críticas e daquilo que te atemoriza. Lê, medita, vê uma comédia romântica, fala com os teus, fala com um amigo e liga aqueles que amas. Aproveita este momento único para te conheceres, perceberes a tua filosofia de vida e entenderes como a podes seguir. Aproveita este momento para dizeres aos outros o quanto os amas e o quanto são importantes para ti. Faz da tua casa uma trincheira. Olha para ti como um guerreiro que luta diariamente para a contenção de um inimigo que é comum a todos!

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

 

Deixei de ser dona do tempo e ele deixou de ser dono de mim.

29.03.20, Marta Leal

waterfall-828948_1920.jpg

Os céus pediram que parássemos e os que conseguiram não hesitaram. Os céus pediram-nos para nos unirmos, nos respeitarmos e respeitarmos os outros  e nós obedecemos. Diariamente surgem noticias de uma sociedade civil que se une e que transforma medo em amor.  Eu sei que não serão todos, mas  é nestes que me quero concentrar porque são estes os que fazem a diferença no mundo. Acreditem, meus caros, que os que vão fazer a diferença vão ser aqueles que se despem de criticas, arregaçam as mangas e empreendem na ação para ajudar o outro e para fazer melhor. São, também, os que se mantém isolados, os que cantam, os que dizem piadas, os que animam e que motivam para um quando que não sabemos se está perto ou longe. É desses que me quero lembrar. Daqueles que nos fazem soltar gargalhadas profundas, e dos que me fazem choramingar de emoção e acreditar num mundo melhor.

Consegui engordar dois quilos em duas semanas. Para quem tem dificuldade em engordar este é um grande feito. O meu objetivo é conseguir chegar aos 50 quilos e estamos quase lá! Não tenho conseguido acompanhar todas as conversas dos inúmeros grupos onde fui agregada, nem tão pouco terminar a minha listagem de tarefas. Deixei de ser dona do tempo e ele deixou de ser dono de mim. E, assim passamos os dias com descanso, foco, calma e determinação face a um futuro que vai ter de ser reinventado e reestruturado.

Mexe-te, procura soluções, lê, investiga, motiva-te e inspira-te. Percebe que os teus resultados vão depender muito da tua atitude e da forma como estás a viver este momento! 

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Eu não quero a minha vida de volta

27.03.20, Marta Leal

cheers-839865_1920.jpg

Mudei-me para esta casa há cerca de 14 anos. Nunca tinha aproveitado a varanda a não ser para estender ou apanhar roupa. Hoje escrevo-vos da minha varanda. Uma varanda que de dado adquirido passou a dado valorizado. Num qualquer outro fim-de-semana estaria em Lisboa em consultas, iria trabalhar à tarde em Torres Vedras, e terminaria no Bombarral. Teria saltado o almoço e comeria alguma coisa no carro. Possivelmente rejeitava algum convite para jantar porque estaria demasiado cansada para socializar. Amanhã iria ter a manhã cheia de trabalho, depois iria ficar a pastelar por casa e adiar mais uns dias para o tal salto à praia e ficar perto do mar. Num outro fim-de-semana qualquer sabia que adiar não era solução, mas perdia-me nos deveres, nas horas e nos compromissos profissionais. Porque num outro fim-de-semana qualquer ainda não tinha percebido que algures, no espaço e no tempo, havia um inimigo invisível que estava pronto para atacar saúde, escolhas, decisões, vontades e liberdade! Hoje acordei tarde, tomei banho demorado, tomei o pequeno almoço sentada, dei a volta ao quarteirão com as cadelas, conversei com a filha do meio e sentei-me no sofá a ler.

- Só quero a minha vida de volta - disse-me ela ontem antes de desligarmos a chamada.

Esta observação deixou-me a pensar. Deixou-me a pensar porque eu não quero a minha vida de volta. E só ontem cheguei a essa conclusão. Quero a minha liberdade de movimento, mas quero uma vida totalmente diferente. Se eu quisesse a minha vida de volta não teria aprendido nada com o que se está a passar.  Não teria percebido o quanto estamos ligados, que não controlamos nada e que de repente as certezas passam a incertezas. Se eu quisesse a minha vida de volta não teria aprendido o valor dos momentos, dos abraços e dos contactos com aqueles que amamos. Quando tudo isto terminar quero continuar a inspirar e a motivar, quero continuar a ensinar, quero continuar a ajudar as pessoas a desenvolverem-se, quero contribuir para um mundo melhor de um modo mais direto, mas também quero viver uma vida familiar. Quero dar uma chance ao amor, escrever mais livros, estar sempre lá para os filhos e pais. Quero fazer e aceitar mais convites para almoços, jantares, viagens e momentos. Quero dedicar-me às causas que me fazem sentido e deixar de ser controlada pelo tempo. Quero caminhar em vez de  correr. Quero uma vida diferente porque vou sair disto uma pessoa diferente.

Hoje sugiro-te que tires um tempo para pensar aquilo que queres de volta. Hoje sugiro-te que penses quem queres ser quanto tudo isto passar. Queres a tua vida de volta? Ou queres uma vida mais atenta a ti e ao outro?

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

Há dias em que me perco no tempo

25.03.20, Marta Leal

horse-430441_1920.jpg

Há dias em que me tenho perdido no tempo. Não deixa de ser irónico, perdida num tempo que faltava e que agora tanto sobra. Tenho acumulado tanto trabalho. A minha mente diz-me que tenho tempo de me despachar, o meu coração diz que temos tempo e a minha preguiça apoia qualquer tipo de argumento que implique descanso. Os livros e o sofá chamam por mim. Há tanto tempo que não lia livros para além dos técnicos. Tenho feito tanta coisa que não fazia há anos entre elas o fazer sopa e passar a ferro. O interessante é que enquanto as faço vou-me lembrando de outros momentos. Momentos de quando os miúdos eram pequenos, relembro as brincadeiras, os refilares, as férias, as viagens para as escolas, as doenças, as pragas dos piolhos, os abraços, as lágrimas e os risos. Relembro tempos que reforçam o que nos une. Interessante como associamos memórias a hábitos, sons, cheiros e comportamentos.

Os pais estão tristes. O gato Gastão foi internado e ao que parece a coisa está feia. Eu sei, alguns de vós devem estar a pensar: o que é que interessa um gato numa calamidade destas? Interessa, meus caros. Interessa porque somos dos que consideram os animais de estimação como parte integrante da família. Esta coisa de não conseguirmos/devermos/podermos estar juntos faz com que nos sintamos impotentes perante a dor do outro. Os abraços e os afetos são parte integrante daquilo que considero como reconforto. 

- Achas que isto vai demorar muito tempo? - perguntou-me ontem a filha mais nova

- Acho filha, e espero enganar-me neste meu achar - respondi-lhe eu questionando-me sobre o quanto tempo vamos permanecer separados de quem gostamos, e impedidos de sermos livres de movimento.

Cá por casa continuo a rir à gargalhada com a criatividade do ser humano, a choramingar pelas ações de bondade e de compaixão e, a vibrar para que possamos sair disto tudo o melhor possível. Escrevo o melhor possivel porque ninguém vai sair igual de uma expeirência destas. Tenho saudades das pessoas que fazem parte da minha vida. Tenho saudades da liberdade do almoço, do jantar e do café. Saudades de um movimento que tantas vezes adiei sem sequer colocar a hipótese que isso me poderia ser retirado.

Sugiro-te que vás desligando das notícias negativas, obedeças às regras para contenção do vírus e que animes os teus amigos. Mesmo separados podemos ficar bastante juntos, sabias?

 

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Estamos em barcos diferentes!

24.03.20, Marta Leal

india-1309206_1920.jpg

Todo o meu trabalho gira à volta da auto conhecimento, aceitação e adaptação.  Partindo deste pressuposto não é para mim difícil viver a situação que estamos a viver. Aos poucos vou voltando à normalidade numa realidade sem precedentes. Domingo foi  "pijama day" como não acontecia há muitos domingos,  ontem e hoje resolvi usufruir dos meus direitos de trabalhadora independente, acordei mais tarde, meditei e só vim trabalhar depois de almoço. A única diferença é que não fui tomar o pequeno almoço à praia, não saí para dar aulas, e comecei a ser eu a cozinhar. Estar farta de estar em casa é algo que ainda não sinto. Sinto é desconforto quanto tenho de sair mesmo que as únicas saídas sejam para ir ao lixo , ao supermercado ou passear as cadelas. 

Em momentos de incerteza procuro criar as minhas certezas. Dedico-me ao que mais gosto, tenho rotinas, cuido da casa, cuido de mim, divirto-me com as miúdas e com os 4 patas, falo com o filho, pais e amigos. Continuo a dar aulas e consultas online. Vejo um filme por dia. Alterno entre a comédia ou o romance, e tenho fugido cada vez mais das redes sociais.  Procuro focar-me naquela que é a minha filosofia de vida e escolho concentrar-me naqueles que estão a fazer tanto bem pelo mundo fora. Foco-me no amor  em vez de me focar no desamor, porque só assim me faz sentido.

Começo a perceber e a aceitar que não estamos nem vamos estar todos no mesmo barco, e que em barcos diferentes muitos de nós remam em direcções diferentes. Gostava que no final disto tudo estivéssemos a remar na mesma direcção, mas não vamos estar e é bom que tenhamos todos consciência disso! 

Quanto a ti peço-te que continues a inspirar, a motivar, a partilhar boas notícias e a divertir quem está do outro lado. Porque só faz sentido se estivermos juntos e tivermos consciência de que estamos todos ligados!

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

"Vamos todos ficar bem!"

22.03.20, Marta Leal

composing-2925179_1920.jpg

"Vamos todos ficar bem!" é a frase que me martela diariamente na cabeça para me manter ativa e positiva. É a frase que me faz levantar cedo, procurar, criar e inventar para perceber como podemos fazer diferente quanto tudo isto acabar. Eu sei que a curto prazo vai doer, mas a longo prazo "vamos todos ficar bem". Tirem-me a liberdade, o contacto, os abraços, os jantares os almoços, mas não me tirem o "vamos todos ficar bem". Porque eu preciso disso, nós precisamos disso! Nós precisamos de acreditar que a longo prazo vamos ficar melhor. Tirem-me tudo, mas neste momento não me tirem o "vamos todos ficar bem!" porque é nessa frase que está o meu acreditar.

Na sexta-feira passada mandei a toalha ao chão. Apeteceu-me baixar os braços e ficar por aqui a fazer apenas o que "me compete" e "que se lixe". Tive um ataque de choro enorme e não pensem que foi por mim. Tive um ataque de choro porque percebi que quando tudo isto acabar para além de escolhas profissionais também vamos escolher aqueles que queremos ao nosso lado. Sexta-feira mostrou-me o lado negro de alguns. Mostrou-me o lado negro daqueles que continuam a verbalizar que "deviam morrer todos: os pretos, os gays e os amarelos", mostrou-me o lado negro dos que respondem "quero que se lixem os outros", "isto devia era alastrar aos campos de refugiados" e, dos que de forma velada me contam "eu não tenho problemas tenho dinheiro para viver algum tempo". Então e os outros?  Então e aqueles que já estavam vulneráveis? Não percebem que neste momento não existe um eu, mas um "nós"? falava eu sem que ninguém me ouvisse. Eu que, normalmente, choramingo com gestos de amor, solucei com palavras de desamor. Doeu tanto que baixei os braços e me apeteceu desistir de tentar contribuir para um mundo melhor. Perdi as forças e permiti que me infetassem. Desliguei tudo e resolvi dormir. 

No dia seguinte o universo trouxe-me aquilo que estou habituada. Uma invasão de amor ao próximo e de um querer participar tremendos. Abri o email e os voluntários para o que estamos a trabalhar eram mais que muitos. As noticias sobre os atos de bondade começaram a aparecer e foi aí que percebi que estamos, efetivamente, todos em limpeza. Percebi que para além de estarmos a limpar armários e casas, estamos a limpar a nossa vida. Estamos a limpar prioridades e vontades. Separar o trigo do joio e decidir não só o que queremos, mas também quem queremos na nossa vida porque só o amor pode fazer diferente! Tenho estado em contacto com quem não falava há anos, com quem está noutros pontos do mundo e com quem está aqui ao lado. Esta paragem trouxe-me a "verdadeira minha gente". 

Inspira-te. Inspira. Foca-te no que podes fazer pelos outros. Foca-te em fazer deste mundo, um mundo melhor. Partilha amor, partilha compaixão!

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

Partilha sorrisos, cuidado, precaução, amor, humor, compaixão, cura e vida

20.03.20, Marta Leal

 

balloon-1373161_1920.jpg

 

A porta da varanda é aberta todas as manhãs. O chilrear é cada vez mais audível. As ruas estão desertas e os carros passam de tempos a tempos. Os quatro patas andam deliciados com tanto mimo, e o meu ritmo de trabalho voltou. Existem aulas para dar, projetos para desenvolver, livros para escrever, consultas para dar, cursos para frequentar, mas também existem conversas de telefone ou online com aqueles que estão distantes, leituras, conversas com as filhas e passeios até ao sofá. Escusado será dizer que o maior tempo tem sido passado ao telefone a tentar convencer os pais a não saírem de casa. 

Sou das que gosto de liberdade. Sou das que não me gosto de sentir presa em nenhuma área da minha vida. Sou das que preciso de sentir que tenho asas e liberdade para as usar. Esta está a ser e vai ser uma lição de vida porque não me sinto presa. Sinto-me em serviço do planeta. Sinto-me em serviço a toda uma comunidade que precisa de ser protegida.  A minha maior liberdade é saber que faço parte de um todo, e que sem esse todo eu não existo. Hoje acordei a pensar no privilégio que tenho em estar onde estou e com quem estou.

Continuo a insistir para te focares na inspiração, na saúde e na felicidade. Continuo a pedir-te para espalhares e vibrares em amor porque só assim podemos curar e mudar. Partilha sorrisos, cuidado, precaução, amor, humor, compaixão, cura e vida. 

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

Inspiração precisa-se!

19.03.20, Marta Leal

paper-1100254_1920.jpg

Acordei cedo, ás 8.00 as tarefas estavam todas cumpridas. Fiz a aula de Pilates, a higiene pessoal e o passeio matinal com as cadelas. As ruas estão vazias e os cafés fechados. Os únicos sons que se ouvem são dos pássaros e dos cães a latir. Ontem custou-me a adormecer. Contrariamente ao que tem sido normal, custou-me a adormecer. A minha mente ativa está de regresso e as ideias surgem umas atrás de outras. E é neste preciso momento que percebo o que me faz ou não sentido continuar a fazer. Sou das otimistas, mas também sei que perante um cenário destes sobrevivem apenas os que se adaptam e os que são flexíveis à mudança. Sobrevivem os que vão somar afetos e dividir recursos, os que se vão empenhar no todo e os que aprenderem com tudo isto. Vão sobreviver aqueles que perceberem que vai existir um antes COVID-19 e um depois COVID-19. O mundo vai mudar e não tem que ser para pior. 

 

Estou cansada de noticias desagradáveis e de histórias de egoísmo e medo. Estou cansada do foco no problema quando temos de nos focar e preparar cenários de solução. Estou cansada de discussões entre posições do que é ou não é, do que foi ou não foi ou do que podia ter sido. Estou cansada porque não é momento de nos afastarmos, mas de nos agregarmos. Estou cansada no dizer mal quando nada nem ninguém podia prever um cenário desta dimensão. Precisamos de nos contagiar de inspiração porque só ela vai afastar o medo. Precisamos de começar a pensar no que podemos fazer para nos mantermos saudáveis agora e depois. 

 

Sugiro-te que partilhes boas noticias, que apeles à calma e que ajudes os que podes ajudar sem te colocares em risco. Sugiro que hoje, mais do que nunca, coloques risos no rosto dos outros e que em vez de falares de morte, fales de vida!

Vamos todos ficar bem!

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Pertenço aqueles que acreditam num mundo melhor

18.03.20, Marta Leal

86285443_3255178711178893_1354875110292455424_n.jp

Acordo cada vez mais cedo. As tarefas são divididas com as filhas e a há cada vez menos para se fazer. Interessante como tudo muda de figura quando a experiência é diferente. Hoje cuidei dos quatro patas e sentei-me à secretária. Tenho o hábito de escrever um diário. Faço isto há anos e, posso dizer que é uma das melhores terapias que encontrei para me manter alinhada com quem sou.  Na minha rua os cafés reduziram horários ou fecharam.  Ainda existem os que têm de sair e os que saem ou porque "só vão ali" ou porque "isto é tudo um exagero". Os pássaros chilreiam e o som da natureza é cada vez mais audível, contrastando com o silêncio dos humanos. Interessante como se inverteram os papéis. Interessante como raramente deixava a porta da minha varanda aberta.

 

Pertenço aqueles que acreditam num mundo melhor e que é possível fazermos diferente, sempre acreditei e depois desta experiência é nisso que me quero focar: tornar o mundo ainda melhor. Nunca mais vamos ser os mesmos. Mesmo que tudo isto acabasse já amanhã eu nunca mais iria ser a mesma. Faltam-me os abraços que não dei, as gargalhadas que não mandei, as palavras que não disse e os jantares e almoços que adiei. Faltam-me as salas de aulas, as conversas de corredor e as risadas que só os meus alunos sabem dar. 

 

Não me agrada a ideia de estado de emergência. Não me agrada perder a minha liberdade de acção. Não me agrada porque podíamos ter feito diferente se o tivesse mos feito voluntariamente. Não me agrada porque se pensássemos uns nos outros podia ser tudo muito diferente. O inimigo está a ser rápido, e no final todos nós, sem excepção, vamos somar os que perdemos. Vamos chorar os que não conseguimos chorar e despedir-nos de quem não nos conseguimos despedir. Vamos dar mais importância à liberdade, aos outros, às nossas escolhas e às nossas prioridades. Porque quando tudo isto terminar é que as coisas vão começar. Depois da minha caminhada a Santiago de Compostela alguém me disse que a verdadeira caminhada começa quando chegamos a casa. Replico essa aprendizagem para a situação que estamos a viver. A verdadeira caminhada começa quando tudo isto passar!

 

Cuida de ti e lembra-te de cuidar do outro! Cuida do outro e lembra-te de cuidar de ti!

Sempre com muito amor!

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Para marcação de consultas: Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

 

 

Pág. 1/3