Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Feliz 2020 - 366 dias a estrear

31.12.19, Marta Leal

Printshop Boutique Facebook Cover (1).png

Penso que já escrevi por aqui que me faz muito mais sentido fazer definição de objetivos no dia do meu aniversário, do que no final de ano. De qualquer modo como este ano entramos numa nova década, e também porque gosto genuinamente do número 20 quebrei a regra e toca a planear o próximo ano que tem tudo para ser em grande: planeiam-se novas formações, novas viagens, novas caminhadas, novas parcerias, novos livros e, a certeza de que nada disto irá funcionar se não existir criatividade, persistência, dedicação, amor e, muito, trabalho!

Este ano aprendi que mais do que chegar ao destino o que importa, realmente, é viver cada passo que damos, saborear cada pessoa com que nos cruzamos, e gargalhar o máximo que conseguirmos.  Aprendi também que tudo o que nos deixa desconfortável deve ser analisado e resolvido. Porque no final não é a chegada que fica guardada, mas as vivências sejam elas boas ou más.  Ontem lanchei com um velho amigo. Mesmo na reta final conseguimos um momento para trocarmos umas bolas, recordar momentos e pessoas comuns, mas principalmente para estarmos. E estamos tão pouco nos dias que correm. Ontem senti, novamente, na pele aquilo em que acredito: que o  amor vem acompanhado de várias formatos e, que o carinho que sentimos por aqueles que  nos são importantes não tem preço. 

Que em 2020 te permitas ser tudo aquilo que desejas ser! Lembra-te que são 366 dias novinhos em folha e que podes fazer com eles o que te fizer sentido fazer! Sabes que a mudança de ano deve vir acompanhada de uma mudança em ti, certo?

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

 

O tempo vai passando, as novas rotinas instalam-se e a vida começa a ser vivida.

30.12.19, Marta Leal

a crónica de quem pergunta!.png

"

“Divorciei-me há perto de 4 anos, ainda assim a "presença" do meu ex-marido tem sido muito forte, julgo que por terem sido 20 anos de união e de termos vivido um grande, grande amor, do qual nasceram dois filhos. Aprendi que nada dura para sempre e que mesmo os grandes amores terminam… sinto-me impedida de sonhar. Não sonho, não tenho projectos e os meus objectivos são os de pagar as contas.”

A Isabel fala-nos, na primeira pessoa, de uma realidade muito presente nos nossos dias: o divórcio, a aprendizagem e os laços que se teimam em manter.

Os tempos de mudança não são fáceis. Mudança de vida, mudança de estatuto, mudança, muitas vezes, de condições financeiras. Muda tudo num abrir e fechar de olhos. Durante uns tempos, quase que nos sentimos impotentes perante tanta resolução a tomar. Mas o que é um facto é que nos sentimos mais impotentes perante tanta dificuldade criada não pelas situações mas por pessoas. Os outros. Aqueles que acreditávamos que nos apoiariam mas que nos surpreendem. Aqui depende de nós escolhemos lamentarmo-nos ou seguirmos em frente. Cientes de que os outros são apenas os outros.

O tempo vai passando, as novas rotinas instalam-se e a vida começa a ser vivida. De forma diferente mas vivida. Entre um mundo e o outro existem sonhos quereres e vontades que ficam para trás. Falta-nos a vontade, falta-nos preenchimento falta-nos qualquer coisa. Existem laços que não se cortam totalmente porque algo ainda nos liga ao mundo anterior, aquele que sonhámos que ia ser diferente.

A Isabel fala-nos de uma vida sem sonhos e sem objectivos. Acredito que esse vazio esteja relacionado com uma grande falta de preenchimento. Quando fazemos por fazer e nos falta algo que nos faça sentir realizados, aquilo que nos faz acordar de manhã e que nos faz sentir borboletas no estomago.

Lembraste-te de quando foi a última vez que sentiste isso? Lembraste daquilo que realmente gostas de fazer? Sabes aquilo que te poderá fazer mover montanhas? E quando leste estas perguntas o que é que te veio á cabeça?

Quanto a ti caro leitor, lembra-te que o teu desafio e o teu exemplo podem ser o tema da próxima crónica, até porque as tuas experiências podem ser a motivação de outros.

Escreve-me e partilha a tua história que pode ser igual à história de tantos outros

 #fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

Parar, aceitar e respeitar

29.12.19, Marta Leal

businessman-2798560_1280.jpg

Existem anos fantásticos e outros anos que nos fazem sentir um sabor a amargo. Mas não são os anos, são apenas as nossas decisões! 2019 foi um ano de grandes conquistas, mas também de algumas inversões de marcha. Por muito que me faça sentido focar-me nas conquistas, a verdade é que tenho de olhar para as aprendizagens e refletir sobre caminhos a seguir e fecho de ciclos.

O final de 2019 está a ser desafiante. A gripe e a tosse atacaram-me de tal forma que devo ter dormido mais em dez dias do que nos últimos três meses. Valeram-me os membros da minha equipa, as ações dos filhos, os cozinhados da mãe, e os cuidados da nossa eterna Ana a quem tanto agradecemos. Falharam-se prazos e jantares, adiaram-se sessões, colocámos em dia as séries que andavam para ser vistas, e o planeamento para 2020 ainda está a um terço.

Parar, aceitar e respeitar a vontade do corpo nem sempre é fácil para alguém como eu que estou habituada à ação e à concretização. Parar e aceitar que não estamos em condições e que o melhor a fazer é descansar pode fazer a diferença entre curar ou fazermos que curamos.

Para entrares em 2019 com mais consciência sugiro-te o seguinte:

  1. Reflete sobre as tuas conquistas de 2019;
  2. Reflete sobre as tuas aprendizagens de 2019
  3. Reflete sobre os hábitos a alterar;
  4. Define como vai ser o teu 2020.

E,  #fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

 

Boas Festas!

19.12.19, Marta Leal

Adicionar um subtítulo.jpg

Percorremos caminhos tal como percorremos anos. E podemos caminhar rumo a um objectivo ou caminhar aproveitando o caminho. Existiram anos em que aproveitei pouco e, anos em que só aproveitei. Com o amadurecimento percebi que a felicidade está mais no que constróis do que no que procuras. Muitas vezes procuramos aquilo que já temos, mas que não conseguimos ver, outras vezes procuramos uma ilusão daquilo que poderá ser! Confusa esta nossa mente quando insiste em florear e romancear o que muitas vezes tem de ser prático.

Com o avançar da idade podemos optar por pensar que perdemos ou que somamos. Eu sou das que prefere somar. Prefiro somar sorrisos, boa disposição, amor, recordações, histórias e abraços.

Chego a esta momento da minha vida com uma soma de verdadeiros amigos, de clientes fantásticos, com uma equipa que me apoia e, com a melhor família do mundo! Os meus, e os outros que tanto acrescentam a quem somos!

Abraça quem acrescenta, larga quem te diminui!

Boas festas malta gira! 

 #fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

O outro lado de mim

18.12.19, Marta Leal

79851966_1928809343931275_527057727772426240_n.jpg

 

O auto conhecimento traz agregado a auto aceitação. E aceitarmos-nos no todo torna-se um grande desafio. Principalmente quando percebes que não correspondes aos padrões sociais ou mesmo aquilo que esperam de ti. Eu sei que deves estar a pensar na celebre frase do "que se lixe a sociedade", mas será mesmo?  Será que neste preciso momento conseguirias assumir todos os teus sonhos, desejos, vontades, posições e opiniões? será que neste momento conseguirias assumir todo o teu lado menos simpático? Será que neste momento conseguirias ser a tua essência?

Se a resposta for sim, aplaudo-te de pé!

Se a resposta for não, convido-te a pensar sobre o que é que precisas de aceitar para viveres em essência!

Se por um lado sou uma mulher de amor e de letras, por outro sou uma mulher de acção, de comando e de liderança. Giro uma equipa, uma família e um negócio e é exatamente esta energia masculina que me faz avançar, para que a energia feminina tenha espaço para criar. Uma parceria perfeita de duas metades que quando equilibradas se tornam em essência. 

Ouvir diariamente "és muito gajo" tornou-se comum, tão comum que enquanto a maioria das mulheres recebe  presentes como flores ou perfumes, eu recebo garrafas de vinho e bússolas. Acredito que ainda não recebi um cachimbo porque já não fumo há uns anos! 

Perceberes o teu "norte" e orientares-te para uma vida congruente com quem és faz toda a diferença, sabias? 

 #fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

 

 

Organiza-te no amor!

14.12.19, Marta Leal

31-HEXAFOTO-s2.jpg

"Conheci o Paulo através de uma amiga minha, a Sara. Hoje, não a classificaria como amiga, apenas conhecida. Na época, e apesar de saber como ela era, considerava-a amiga. Adiante, dizia eu que conheci o Paulo através da Sara. Ou melhor dizendo, pelos olhos dela. E quando conhecemos alguém pelos olhos dos outros não estamos a conhecer a pessoa, mas aquilo que o outro vê nela, e foi exatamente isso que aconteceu. Conheci o Paulo não só pelos olhos da Sara, mas também pelas vivências dela. Mais tarde percebi que tinha feito julgamentos errados! Mas já vos conto para não me perder.

 

O Paulo e a Sara viviam uma relação estranha, pelo menos para mim. Ela queixava-se da agressividade, das perseguições e da obsessão que ele tinha por ela, mas não o largava. Ele tinha um ego do tamanho do mundo e deixava que isso o comandasse. Nunca nenhuma mulher o tinha largado e não era ela que o ia fazer. Fui ficando por perto, mas sem me envolver. Mais tarde percebi que ele a dominava pelo dinheiro e que ela deixava-se dominar pelo tipo de vida que ele lhe proporcionava. Procurava ter o mínimo contacto com ele porque era o tipo de pessoa com quem não me queria dar. Interessante como a vida nos ensina, não é verdade?

 

Portanto, não será de estranhar que não tenha ficado muito confortável quando me convidou para almoçar. Hesitei imenso e a minha reação foi não aceitar. Hoje, sei que se o tivesse feito tinha evitado conhecer uma pessoa maravilhosa. Sim. Mudei de ideias. Não concordava com alguns comportamentos dele, mas isso não faz dele uma má pessoa. Naquela altura já tinha aprendido que as pessoas são mais do que o comportamento que têm e foi exatamente essa aprendizagem que permitiu que nos voltássemos a cruzar.

 

Foi um almoço desconfortável. O Paulo tentava a todo o custo convencer-me que a culpa era da Sara e que eles ainda poderiam ser felizes. Eu… Bem, eu disse-lhe aquilo que ele merecia ouvir. Ou pelo menos o que eu achava que ele merecia ouvir, e depois calei-me. Falou imenso. Falou tudo o que tinha para falar. Contou aquilo que eu já sabia e alguns pormenores que a Sara me tinha escondido. Deixei-o falar. Por vezes, é isso que as pessoas precisam: falar.

 

Saí de perto dele com uma sensação estranha. Lembro-me que foi quase como se tivesse ficado dividida. Queria continuar a não gostar dele, mas naquele dia senti compaixão e até um certo carinho. Hoje, sei que foi exatamente essa dualidade que me deixou tão desconfortável nessa tarde. Sentia-me como se estivesse a trair a minha amiga com alguém que lhe fazia a vida negra.

 

Os telefonemas dele tornaram-se um hábito. Quando ele não me ligava, ligava-lhe eu para saber como ele estava. Interessante, como duas pessoas tão diferentes se tornaram tão bons amigos. Tenho que vos confessar, ele foi o meu único grande amigo. Não sei o que o futuro me reserva, mas até à data, foi ele o meu único grande amigo. Por isso fiquei tão feliz por o ter reencontrado. Eu já comentei convosco, o facto de ele estar muito giro?"

 

in "organiza-te no amor"

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Desde que te confessei que sabia que estavas aí que muita coisa mudou.

13.12.19, Marta Leal

love-1706572_1920.jpg

Desde que te confessei que sabia que estavas aí que muita coisa mudou. Os dias passam mais alegres, as gargalhadas tornaram-se sonoras e o pensamento desvia-se frequentemente para o nada que é muito. Tens o dom de me fazer falar e hoje escrevo-te para te confessar que te reconheço cada vez mais em mim. Reconheço-te na irreverência, no jogo de palavras, na assertividade e, na doçura escondida que insiste em manter-se travessa. Reconheço-me e sinto falta do que nunca tive. Como se pode sentir falta do que não se teve e do que ainda não se viveu? 

Não só me reconheço como sinto que tenho baixado as defesas tanto que ontem sonhei contigo. Interessante como te levo comigo em sonhos. E tu sabes que não há nada mais intimo que os nossos sonhos? É o único sitio onde podemos ser sem defesas, onde os anjos nos segredam aquilo que precisamos de saber e, onde damos aso aos nossos desejos mais profundos. Levar-te comigo para o meu sonho é dar-te a chave da minha alma sem medos e sem reticências.

E foi exactamente por te ter levado comigo para o meu sonho que descobri que o teu olhar pode ser mais doce do que alguma vez pude imaginar, que o teu beijar na testa diz mais que mil palavras, e que o teu abraço já era o nosso abraço. No nosso sonho dormimos abraçados. Momento que só podia ser vivido em sonhos porque enquanto durmo gosto de me sentir em liberdade. Agora que penso nisso o teu abraço não é dos que prende, mas sim dos que ajuda a dar balanço para voar.

Escrevo-te ainda inebriada por termos sonhado juntos. Se fechar os olhos continuo a sentir-te no meu cheiro que se tornou o nosso cheiro. Ainda ouço o teu sussurrar e sinto o teu beijo abraçado. Como posso eu sentir-te tão presente quando, na realidade, estás tão distante?

in "eu e tu somos para sempre"

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Como se esquece um grande amor?

12.12.19, Marta Leal

a crónica de quem pergunta!.png

"Olá Marta, como se esquece um grande amor?" - Joana

Olá Joana, 

Como não contextualizou só posso especular e, partir do principio que algo correu mal nesse grande amor, certo? Como resposta gostaria de lhe dizer que acredito que um grande amor não se esquece. Um grande amor fica para sempre guardado em nós. Entranha-se no corpo, na mente e na alma. Agora a Joana é que escolhe em que formato é que vai guardar esse seu grande amor. Tem sempre a opção de o guardar embrulhado em dor, desgosto e lágrimas ou pode optar por o guardar na gaveta das recordações boas, daquelas que passado uns anos nos fazem sorrir.

Se me permitir dar uma opinião sugiro que opte pela solução que a faça sorrir mais tarde. Carregar ódios e rancor vai torná-la numa pessoa azeda e de mal com a vida. E permitir que um amor nos transforme dessa forma é dar poder ao desgosto. E, se é para dar poder que seja a nós mesmos. 

Se é algo recente não guarde nada ainda. Deite tudo para fora, aceite o que está a sentir e a viver. Depois, e quando sentir que está preparada sugiro que responda ás seguintes questões:

  • Quem é você?
  • Quanto gosta de si?
  • O que mais gosta em si?
  • O que mais gostaria de alterar em si?
  • Quem é você nos relacionamentos?
  • Que tipo de pessoas costuma atrair?
  • O que é que isso quer dizer sobre si?
  • Do que é que se sente capaz de abdicar?
  • Do que é que nunca abdicaria por amor?
  • O que desaparece em si sempre que se relaciona?
  • O que aparece em si quando está num relacionamento?
  • É o tipo de pessoa com quem gostaria de se relacionar?

Há quem diga que um grande amor só se esquece com outro grande amor. Eu digo-lhe que um grande amor nunca se esquece nem nunca é substituído. Um grande amor guarda-se e recorda-se mesmo que fora de tempo!!!

Até Já!

#fazdatuavidainspiração

 

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Nota: Escreve-me e coloca a tua questão (martaleal@outlook.pt).  Mesmo que não seja publicado irás receber uma resposta com os exercícios ideais para começares a trabalhar aquilo que precisas de trabalhar.

 

Tão feliz pelos sorrisos que vejo diariamente à minha frente!

10.12.19, Marta Leal

beauty-1721069_1920.jpg

 

- E já comecei a fazer desporto, e já tive a conversa que disse que ia ter 

- Parabéns, muito feliz por si!

- Tem de ser Marta, tem de ser, não posso voltar a cair nos mesmos erros.

 

Sabes, Maria o único erro onde "caíste" foi esqueceres-te de ti para cuidares dos outros. Claro que não foi por mal, mas fazer tudo pela pessoa que amamos nem sempre dá bom resultado porque se entra em desequilibro. Sabes há uns dias alguém me disse que devemos dar na medida que recebemos. E eu que andava convencida de que não interessava se recebíamos ou não da pessoa a quem dávamos, cheguei à conclusão que faz sentido Maria, faz todo o sentido. 

Tão feliz pelos sorrisos que vejo diariamente à minha frente. Tão feliz pelos passos que são dados, que consolidam aprendizagens e novos caminhos. O que eu adoro ajudar a resgatar a liderança pessoal  e o sorriso no rosto daqueles com quem trabalho. Então, quando o sorriso se transforma em gargalhada sonora enche-me a alma, meus caros, enche-me a alma.

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

E se eu te dissesse que sabia que estavas aí?

09.12.19, Marta Leal

love-1706572_1920.jpg

"Tens insistido tanto para que eu me divirta, e para que eu me permita por isso escrevo-te para te contar que estou feliz não só no viver, mas no sentir. A minha alma solta gargalhadas como há muito tempo não o fazia e, o meu sorriso é intenso de tanta felicidade. 

Tudo o que te confidenciava  em sonhos está a acontecer. Lembras-te do dia em que te disse que algo tinha mudado? Que sentia que algures no tempo, e no espaço estavas à minha espera. Lembras-te de me teres tocado no rosto, e beijado os olhos com uma ternura que nunca senti? Depois sorriste, tens o hábito de sorrir perante os meus sentires e os meus devaneios. 

Pedes para que te explique, mas não sei se consigo, as minhas palavras não acompanham o meu sentir. Desconfio até que não existem palavras para sentires intensos e, eu nem sou uma pessoa parca de palavras. Como se traduz aquilo que a nossa intuição nos diz? Como se traduz uma certeza pouco racional? Como se traduz o sentir da alma?

Só te posso dizer que sabia. Sabia que estavas aí bem perto à espera, sem saber que esperavas. Confesso-te que, por vezes, falava contigo não só em sonhos, mas também em pensamento e, pedia-te para que avançasses. Que a saudade do que nunca tive apertava, que os teus beijos me faziam falta, e que o meu corpo precisava do teu toque. Tantas saudades dos abraços que nunca  me deste. Pedia-te para que avançasses, que estava pronta, mas talvez não estivesse ou terias chegado mais cedo. Sabes o que se diz sobre o tempo das almas? É um relógio onde os números são amor e os ponteiros ação. Quando estamos prontas reconhecemos-nos das mais variadas formas e a atracção é tal que perdemos a razão, ou como tu lhe chamas, a rigidez. 

Sabia, e já te tinha reconhecido há uns tempos. Reconheci-te o olhar que me era familiar. Reconheci-te a sabedoria e a delicadeza. Reconheci-te e esperei que me reconhecesses."  

in "eu e tu somos para sempre"

 

#fazdatuavidainspiração

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Pág. 1/2