Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Faz da tua vida inspiração

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida inspiração

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Sobre as histórias

02.06.19, Marta Leal

books-1245690_1280.jpg

 

 

#sobreashistórias

#amorpróprio

#desenvolvimentopessoal

 

- Olha, não sei. Com uma história de vida dessas  o melhor é não alimentar mais.

- Pois, mas com as nossas idades todos trazemos histórias, certo?  O que interessa não é a história que trazemos, o que interessa é percebermos se a história está ou não resolvida. 

 

E a conversa continuou, mas deixou-me a pensar. Mais tarde percebi que não estava totalmente certa quando falei das "nossas idades". Não estava totalmente certa  porque até uma criança recém-nascida  passa a carregar uma história que  mais tarde podemos considerar como mais ou menos feliz. E, todos nós temos uma história que é feita de pequenos contos. E esses contos são dos mais variados estilos. Desde o drama ao amor romântico. E, o que convém perceber é que somos mais do que essa história, somos muito mais do que a soma desses contos. Somos a reflexão que fizemos sobre eles, somos as aprendizagens que tivemos, os amores que não vivemos e as pessoas com que nos cruzámos. Somos aquilo que decidimos ser com os contos que vivemos. 

 

Quando tens essa ideia bem presente consegues perceber que aqueles com que te cruzas também são muito mais do que as histórias que trazem com eles. Como seria se não conhecesses a história? Como seria se não tivesses vivido a tua história? Como seria se quando ouvisses a história te colocasses apenas no lugar de observador? Sem julgamentos? 

 

Não é a história que tu trazes e o que tu viveste. Não é tão pouco a idade que tens. É a forma como olhas, aceitas e vives a tua história! É a forma como olhas, aceitas e vives a história dos outros. 

 

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Faz da tua vida inspiração!

Marta Leal

Educar para o legado

01.06.19, Marta Leal

children-1822704_1280.jpg

 

#educarparaolegado

#amorpróprio

#desenvolvimentopessoal

 

No dia da criança gostaria de te falar da necessidade de educarmos para o legado. A maioria dos pais quer a felicidade dos filhos, e quanto a isso não há discussão. A maioria dos pais quer que os filhos sejam bem sucedidos, tenham boas notas e se integrem numa sociedade cada vez mais competitiva. Alguns pais realizam-se através dos filhos. Outros pais comparam os filhos, dão-lhes rótulos e são duros na aprendizagem. Mas são poucos os pais que educam os filhos com um sentido de legado.  São poucos os pais que investem no desenvolvimento da inteligência espiritual dos filhos. E quando falo de inteligência espiritual não me refiro a educação religiosa,  refiro-me à aprendizagem de que fazemos todos parte de um todo: humanos, animais e plantas. 

 

Desenvolver a inteligência espiritual das crianças é desenvolver o sentido de legado. É ensinar-lhes a perceber que viver é muito mais do que uma passagem pela vida. É ensinar-lhes  a perceberem que vieram ao mundo para o deixar melhor, e para fazerem a sua diferença.  Educar para o legado é: ensinar o futuro adulto a reflectir sobre o sentido da vida e a aceitar os problemas existenciais que irão surgir. 

 

Quando falamos de desenvolvimento de inteligência espiritual, estamos a falar de : 

  • Educar para a flexibilidade de pensamento e de acção;
  • Trabalhar o auto conhecimento;
  • Trabalhar a capacidade de enfrentar a dor;
    Trabalhar a capacidade de aprender com o sofrimento;
  • Trabalhar a capacidade de se inspirar com ideias e valores;
  • Trabalhar a relutância em causar danos nos outros, nos animais e no planeta;
  • Treinar para que vejam conexões entre realidades distintas;
  • Treinar o auto questionamento sobre acções e desejos, com perguntas como: – “Será que é a melhor forma de agir?”, ou “O que aconteceria se eu agisse de outra maneira?”
  • Trabalhar a capacidade de seguir as próprias ideias e ir contra às convenções, e às necessidades de validar o grupo de pares.

 

Começar a educar para o legado é educares-te a ti e aos teus filhos. É servires de modelo num mundo onde os extremos são cada vez mais extremos, e os valores são cada vez mais desalinhados com o todo. Educares para o legado é ensinares os teus filhos a terem liderança pessoal e a perceberem que podem fazer a diferença no mundo.

 

✔️ FB 👉 https://www.facebook.com/martalealdesenvolvimentopessoal/

✔️ Site 👉 www.martaleal.pt

✔️ Email 👉 martaleal@outlook.pt

 

Faz da tua vida inspiração!

Marta Leal