Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Faz da tua vida inspiração

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Faz da tua vida inspiração

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Fazer acontecer!

17.10.17, Marta Leal

 

 

hen-2467094_1280.jpg

 

Quem me conhece sabe que sou muito de acção e de concretização. Sonhar para mim não basta. Nunca bastou. O que me preenche mesmo é agir e concretizar. Nos últimos anos a minha vida foi-se transformando quer pela evolução natural das coisas (os filhos cresceram), quer pela minha vontade de mudança de carreira e de caminho. Quando me perguntam como é que consegui chegar até aqui a resposta que me aparece imediatamente é "fazendo e acreditando"!

 

"Um homem encontrou um ovo de águia e o colocou debaixo da galinha que chocava seus ovos no quintal.

Nasceu uma aguiazinha com os pintos e com eles crescia normalmente.

Durante todo o tempo a águia fazia o mesmo que faziam os pintinhos, convencida de que era igual a eles.

Ciscava, ia ao chão buscando insetos e pipilava como fazem os pintos, e como eles, também batia as asas conseguindo voar um metro ou dois porque, afinal de contas, é só isso que um frango pode voar, não é verdade?

Passam anos e a águia ficou velha...

Certo dia, ela viu, riscando o espaço, num céu azul, uma ave majestosa, planando, no infinito, graciosa, levada, docemente, pelo vento sem nem sequer bater a asa dourada.

A águia do chão olhou-a com respeito e logo, perguntou ao seu amigo:

"Que tipo de ave é aquela que lá vai"?

"É uma águia! É rainha", diz-lhe o amigo, mas é bom não olhar muito para ela pois nós somos de raça diferente, simples frangos do chão e nada mais.

Daí por diante, então, a pobre da águia nunca mais pensou nisso, até morrer convencida de ser uma simples galinha."

Anthony de Mello

 

E tu? Vais limitar-te a ser galinha?

Sai do pedestral e mistura-te

13.10.17, Marta Leal

 

board-2238281_1920.jpg

De vez enquanto quer o universo que eu me depare com situações que, de acordo com o meu mapa mundo, considero "surreais". Por vezes, permitimos que alguém nos coloque numa posição de "eu não acredito nisto". Acontece comigo e acredito que aconteça contigo. Muitas vezes somos colocados à prova e isso mexe connosco. Por muito que estejamos treinados, isso mexe connosco. Mexe connosco porque é desafiante vermos o mundo pelos olhos do outro, sentir como o outro sente, ver como o outro vê e refletir como o outro reflete.

 

Por muito que tente entender a invasão da privacidade do outro é algo que me confunde. Acredito que seja tudo uma questão de bom senso. Invadir o outro com comentários impróprios, perguntas despropositadas ou mesmo presença descontextualizada é falta de bom senso e, de respeito pelo que é do outro  e não nos pertence. Mesmo que aches que deves, tens razão e podes. 

 

Assim sugiro-te que antes de falares te questiones:

 

1) qual é a minha intenção ao dizer isto?

2) de que modo aquilo que eu vou dizer vai contribuir para a felicidade do outro?

3) de que modo aquilo que eu vou dizer vai contribuir para a minha felicidade?

4) a pessoa a quem eu vou dizer reconhece-me o direito de o fazer?

5) aquilo que eu vou dizer está focado onde? Em mim ou na pessoa que tenho à minha frente?

 

Está na hora de deixares de pensar que a tua realidade é a única que é certa. Está na hora de aceitares que existem mundos diferentes, realidades diferentes e posturas diferentes. Sai do pedestral e mistura-te. Aceita a diferença e permite mudar com ela!

 

 

Coaching Inspiracional

Marta Leal