Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Faz da tua vida a tua inspiração!

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

... Blogger, coach, palestrante, autora, contadora de histórias, formadora e uma apaixonada pela vida ...

Sejam bem-vindos, e sintam-se em casa!

15.11.20, Marta Leal
Nas últimas semanas revisitei os meus últimos quinze anos através da escrita que é como quem diz visitei todos os blogs que tive e onde fui contando histórias e partilhando vivências. Em quinze anos muita coisa muda: os filhos cresceram, houve uma separação, mudei de carreira, escrevi um livro, o número de quatro patas aumentou, os sonhos foram-se alterando, e os caminhos também. Por outro lado, há coisas que nunca mudam: mantenho-me apaixonada pela vida, pelas letras, pelas (...)

Bom Novembro!

01.11.20, Marta Leal
  É, cada vez mais, urgente que olhemos e cuidemos do outro. Os tempos que vivemos assim o demonstram, mas insistimos em guerras quando devíamos insistir em compreensão, cuidado e amor. Aproximamo-nos do que nos é simpático e afastamo-nos do que nos incomoda. Sentimo-nos atraídos pela beleza das formas sem qualquer análise de conteúdo. Permitimo-nos embriagarmo-nos pelas cores, texturas, cheiros e silhuetas. Embriagamo-nos num contexto leve sem nos permitirmos ir mais longe. Fala (...)

2020 tem de ser recordado para sempre

26.10.20, Marta Leal
A dois meses do Natal tenho ouvido muitas pessoas a dizerem que querem que o ano passe rápido para se esquecerem que ele existiu. Eu penso exatamente o contrário. Se há coisa que não quero esquecer é este ano. Apesar de ter sido um ano de perdas sejam elas de pessoas, de liberdade, de abraços, de concretizações, também foi um ano de desacelerar, de muita reflexão, de escolha de caminhos, de quebra de paradigmas, de muita aprendizagem, e de alguns encontros que me fazem sorrir e (...)

Tempos difíceis!

17.10.20, Marta Leal
Fazem-me falta sorrisos, abraços, e momentos únicos que só os afetos nos fazem sentir. Faz-me falta a espontaneidade dos encontros, das salas de formação, e dos abraços sentidos. Faz-me falta a presença daqueles que fazem parte da minha vida de forma autêntica sem qualquer condicionamento. Mas o fazer-me falta não impede que continue a acreditar num mundo melhor, e que um dia tudo isto vai passar. Recuso-me a ficar à espera que as circunstâncias mudem. A vida ensinou-me que (...)

Aproveita a maré

01.10.20, Marta Leal
- Estou cansada de lutar contra a maré - disse eu - E se te sentasses à espera que a maré mude? - respondeu-me ele Esta conversa foi há mais quinze anos, e durante uns tempos acreditei que a solução era mesma essa. Sentar-me e esperar que a maré mudasse para poder fazer o caminho que tinha definido. Não sabia que o caminho que tinha definido podia não ser o meu caminho.  Não sabia sequer que existiam tantos outros caminhos para chegar onde queria chegar. No entanto, há um (...)

Vão-se lixar!

21.09.20, Marta Leal
Ora vamos falar de um tema que está no tema do dia, que nunca pensei ser possível que algum dia estivesse: o aborto e a proposta de um dos partidos de retirar os ovários a mulheres que recorram ao mesmo através da Segurança Social para a qual todos contribuímos. Não percebi bem se esta proposta é só para aquelas que recorrem ao serviço nacional de saúde para o fazerem ou se também seria para quem recorre às clínicas privadas para o fazer. Porque se não for já temos uma (...)

Olá, Setembro!

01.09.20, Marta Leal
Sempre adorei Setembro. Adoro as cores e as manhãs frescas e adorava o sentimento de reclusão que este mês me transmitia: descanso, recolhimento, reflexão, a entrada em nós depois de meses de sol, casa cheia, praia, concertos, festas e socialização. Escrevo adorava porque este ano é atípico. Este ano cansei-me de reflexão, recolhimento e descanso. Cansei-me de movimentos travados, de abraços contidos e de beijos pensados. Com a saída dos filhos, este verão o silêncio da casa (...)

A importância de "gargalhar"

04.08.20, Marta Leal
Quando dou aulas de inteligência emocional ensino aos meus alunos a importância de rirmos. Costumo contar-lhes que a gargalhada é contagiante e que nos melhora enquanto seres humanos. Conto-lhes também da importância de rirmos de nós mesmos, dos nossos disparates, dos nossos tropeços, e até da nossa forma de ser e estar. Fui ensinada assim, e por consequência ensinei isso aos meus filhos e ensino isso aos meus alunos. É por isso me gosto de rodear de pessoas que me fazem rir. (...)

Cuidar de ti

29.07.20, Marta Leal
Ao longo da minha carreira tenho ouvido sucessivamente a mesma pergunta "mas pensar em mim, não será egoísmo?". Ao longo da vida tenho respondido sempre a mesma coisa "primeiro temos de cuidar de nós para podermos cuidar dos outros". Continuo a pensar o mesmo. Só cuidamos verdadeiramente do outro quando estamos bem connosco, quando nos conhecemos verdadeiramente, quando nos aceitamos como somos, e quando aceitamos a vida como ela é. Quando cuidamos do outro sem cuidar de nós (...)

Encaixas-te ou pertences?

28.07.20, Marta Leal
A filha mais nova mudou-se para casa dela há cerca de dois meses, a filha do meio vai fazer o mesmo na próxima semana, e o filho mais velho foi viver com a namorada, espaçando as visitas. Cá por casa a barulheira deu lugar ao silêncio que é apenas interrompido por latidos ou miados. Pensei que estaria preparada para esta ausência, mas não estava. Não digo isto como lamento, apenas como constatação. A nova realidade é-me estranha seja em coisas tão simples como as compras de (...)