Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Quero conhecer o que me é desconhecido e aprender o que me for permitido.

images (9).jpg

 

 

Sempre que me pedem  para falar de viagens que quero fazer, só me consigo lembrar das que já fiz. Existe qualquer coisa em mim que tem uma tendência de fugir à regra. Dou comigo secretamente a sorrir aos momentos que vivi, às pessoas com quem me cruzei e às ruas por onde andei. As ruas. São sempre as ruas que mais me seduzem. Gosto do cheiro a vida, das cores das casas e dos segredos que escondem. Misturam-se olhares e sons, crenças e valores e viaja-se num mundo do qual fazemos parte apenas por alguns segundos. Volta-me á memória o apartamento de Paris, a praça onde almocei em Praga, as risadas em Amesterdão, as caminhadas por Londres, as exposições de Madrid, o cheiro de Pipa, o Pergamon em Berlim e, como não poderia deixar o Duomo em Florença. 

 

Mas peço desculpa que não era sobre isto que me pediram para escrever. Interessante perceber neste preciso momento que me perco nas letras da mesma forma como me perdi nas ruas das cidades por onde andei. Salta-se de rua em rua como se salta de pensamento em pensamento. Percorrem-se salas e corredores da mesma forma que se percorrem frases e parágrafos. Fale-se então daquilo que é suposto falar.

 

Seduzem-me as paisagens verdes e seduzem-me as paisagens áridas. Gosto do contraste da savana africana do mesmo modo que gosto do movimento de Oxford Street. Fico curiosa perante a imensidão do branco da Antárctida e as montanhas do Himalaias. Anseio pelo dia em que vou aterrar na Patagónia e dar um saltinho á Argentina. Sei que vos parece de mais mas fala-se de viagens e não me apetece escolher. Quero todas. Quero conhecer o mundo e tornar-me cidadã dele. Quero partilhar a diferença, evoluir na surpresa e abraçar a aceitação. Quero conhecer o que me é desconhecido e aprender o que me for permitido.

 

Perco-me. Já percebi que me perco sempre que falamos de partidas e chegadas. Parto. Parto com vontade de chegar e chego com vontade de partir.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D