Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Os Mete Medo

images (3).jpg

 

Acredito que nascemos para ser felizes e realizarmos sonhos, acredito que a vida só faz sentido se vivermos atentos em vez de vivermos alheados. Acredito que devemos e temos a obrigação de ser felizes. Independentemente do que para cada um de nós seja ser feliz. Em vez disso cumprimos horários, seguimos regras sociais e impedimo-nos de ser quem somos. Acontece que nos impedimos mais pelos outros do que por nós. Queremos fazer diferente mas damos ouvidos aos que nos rodeiam e que, muitas vezes, na tentativa de nos proteger nos impedem de prosseguir.

 

Estes são os mete medo.  Os mete medo são todos aqueles que nos avisam de perigos possíveis e imaginários. Aqueles que nos assustam e que nos fazem questionar sobre se estamos a fazer o que é mais certo. Aqueles que nos retiram qualquer certeza e derrubam qualquer sonho. Chamo-lhes Mete Medo mas podia-lhes chamar Mata Sonhos. Nem todos os Mete medos nos querem mal,  acredito mesmo que, na maioria dos casos,  nos querem proteger. Acontece que  na ânsia da proteção, corremos o riso de nos aniquilar, questionar e desistir.  Se tens um sonho avança. Cria um plano e segue-o. Tu, apenas tu!

 

Cá por casa continuamos com o entra e sai característico do verão. Entram uns e saem outros tantos. Diria até que é desafiante coordenarmos horários, vontades, gostos e preguiças. As lâmpadas do corredor foram-se fundindo uma a uma e a Dona Diva continua-me a destruir-me a cama. A frase de que ter um cão é completamente diferente de ter um gato não me sai da cabeça e contrariamente ao que ouço dizer a outros o trabalho aperta tanto que tive de adiar as férias.

 

Eu? Continuo assim muito mãe, muito mulher, muito eu mesma!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D