Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Não vos posso garantir a veracidade dos factos mas foi o que me constou.

images (1).jpg

 

Esta semana chegou a primeira carta do nosso afilhado do Quénia. Fantástico quando percebemos que podemos fazer a diferença na vida de alguém que é filho de ninguém. Há uns anos queria mudar o mundo hoje percebo que só consigo fazer a diferença na vida de alguns. Somos muitos, somos tantos que se todos fizéssemos a nossa parte o mundo seria tão diferente.

 

Parece que a filha, a do meio, lançou a bomba da decisão de se tornar vegetariana no almoço com os avós. Pelo que consta a outra filha, a mais nova, entrou em pânico resmungando e rosnando que se recusava a deixar de comer carne. A avó, minha mãe, e também gestora de recursos resmungava e bradava que já não podia cozinhar para a neta. O avô, que também é meu pai e algumas vezes motorista das netas, apoiou a filha mais nova. Parece que quem acalmou as hostes foi a líder da limpeza que se disponibilizou logo a passar umas receitas para que a ordem fosse reposta. Não vos posso garantir a veracidade dos factos mas foi o que me constou.

 

O que eles não sabem é que eu, a mãe, ando a pensar seriamente em fazer o mesmo. Desde que me pus a ver filmes e a ler estudos sobre os quais ouvi o filho falar torna-se cada vez mais desafiante comer carne. Sim meus queridos filhos aqui, como em tudo o resto, pode parecer que estou distraída, mas estou atenta, muito atenta.

 

Já estou a ver os títulos dos jornais e das notícias das redes sociais: O mundo está a mudar - primeiro foi o Manzarra agora é a Marta Leal. E claro todas as noticias acompanhadas de comentário uns contra outros a favor, pelo meio teremos pessoas a ofenderem-se e outras a apaziguar. No final já ninguém se lembrará do que deu origem à discussão mas isso também não interessa nada. 

O que interessa é  que estou quase de partida de férias e ainda tenho muito que dar ao dedo ou se preferirem ao teclado.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D