Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Milagre, um autêntico milagre!

transferir.jpg

 

Gosto dos dias que Janeiro nos decidiu dar. Gosto especialmente do tom do frio a combinar com o brilho do sol é quase como se nos fosse dada a honra de assistir a uma passagem de modelos de um qualquer famoso costureiro de alta-costura. Demasiada beleza numa combinação de cores difícil de imitar, muito difícil de imitar. Ontem o calor e o sol seduziram-me. Hesitei entre ficar a trabalhar e cumprir prazos e refastelar-me numa qualquer esplanada a usufruir do sol. Venceram os prazos e a certeza de que bato em alguém a próxima vez que me disserem que tenho sorte, que tenho muita sorte. A sorte trabalha-se meus caros e não é pouco.

 

O filho mais velho transmite-me a notícia de que vai para Lisboa porque tem um trabalho para fazer na faculdade. A mim parece-me que se vai dar ao luxo de se deslocar pra um local onde o banho seja de mais fácil acesso. Esqueço a saudade de mãe, saco da estratégia de coach e foco-me no positivo “Menos mal” penso eu “vou-me enfardar em “carnixa” sem ter ninguém a falar-me de cadáveres, maus tratos e alimentação errada”.

 

Durante o dia de sexta perco a noção dos telefonemas que fiz em busca do “ reparador” de esquentadores. Pelo meio vou estanhando a ausência de reclamação da filha do meio mas não ligo e penso “tá crescidita a pequena já não reclama tanto”. Afinal não era uma questão de amadurecimento mas apenas e simplesmente o facto de o esquentador ter ressuscitado ao fim de três dias, tal e qual o outro senhor. Garanto isso ao técnico que me diz com ar trocista “Sim, às vezes isso acontece eles arranjarem-se sozinhos”. Ainda pensei contar-lhe que a torneira de vez enquanto se abre sozinha mas foi tão difícil encontrar alguém que viesse cá a casa.

 

Por falar em ir e vir hoje aproveito e hoje vou para os saldos coma filha do meio, mas eu volto. Eu sei que volto.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D