Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Estamos a ensinar os nosso filhos a odiar quando era suposto ensinarmos a amar

decep_o.jpg

 

 

E quando dou por isso os dias passam sem que a escrita se solte. As palavras saltitam de pensamento em pensamento, as histórias criam-se á velocidade luz mas o cansaço  faz com que não nasçam. Concebem-se mas ficam á procura do momento para que possam nascer. Ficam as histórias e ficam também todos as ideias que quero colocar em prática. Ficam umas e perdem-se outras.

 

Perdem-se as ideias mas não se perdem vontades. Vontade de fazer diferente e de fazer a diferença. Confunde-me um mundo onde nos tratamos tão mal e nos sentimos superiores uns aos outros. Confunde-me um mundo onde nos sentimos no direito de atacar, julgar e mesmo matar o outro apenas porque sim. Ficamos chocados com o que se passa pelo mundo, insurgimos-nos contra as barbaridades, os massacres e a forma como o mundo está. Gritamos palavras de ordem e choramos lágrimas de emoção e logo a seguir criticamos a vizinha, gozamos com o amigo do filho, "asneiramos" porque o nosso clube foi roubado, ou porque tivemos um furo e não percebemos que estamos a ser iguais a todos os outros. Criticamos a cor, a raça, a orientação sexual, o género e logo a seguir não entendemos porque se matam pessoas na Siria, ou se usam mulheres como armas de guerra. 

 

Estamos a ensinar os nosso filhos a odiar quando era suposto ensinarmos a amar. Estamos a formatar quando devíamos permitir que se criassem. Estamos a ensinar aos nossos filhas a inércia e a acomodação quando lhes devíamos ensinar a acção e a procura. O mundo só muda se nos mudarmos a nós e se permitirmos, aos que se seguem,   serem aquilo que querem ser.

 

Pessoas realizadas são pessoas felizes e pessoas felizes não têm vontade de atacar, pessoas felizes têm vontade de abraçar!!!

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D