Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou terapeuta de desenvolvimento pessoal, sou escritora, inspiradora e formadora

De que vale o amor se não amares a sério?

images (4).jpg

 

A próxima vez que te apaixonares ama a sério.  De que vale o amor se não amares a sério? De que vale uma relação se não for de entrega total? De que vale o amor se não acreditas nele? De que vale o amor se tens de te proteger? E atenção amar a sério não significa seres sério no amor. Seriedade e amor não combinam tal como não combinam medo e amor. Amar a sério é entregares-te no todo. Rires e derreteres- te com aquilo que te dizem. E quando falo em derreter é mesmo derreter. Choramingar na primeira surpresa ou, se for caso disso, chorar. Chorar com todas as lágrimas que tiveres para festejar a emoção.  Permitires-te amar apenas porque sim. Entrega-te e sê feliz.

 

Cheira o teu corpo quando ainda existir a hipóteses de teres o cheiro do outro. Anda pela rua como se flutuasses e suspira sempre que olhas para mensagens que dizem ter saudades tuas. Recorda a vontade e conta todos os segundos que falta para estarem juntos. Canta canções de amor por muito pirosas que te possam parecer e escreve poemas de amor mesmo que nunca o tenhas feito. Declara-te a cada segundo sem medos e sem senãos. 

 

Apaixona-te pelo sorriso, pela vontade, pela voz, e por aquele tique que tem quando fala. Apaixona-te por tudo o que te fizer sentido apaixonar. Despe-te de medidas, de comparações ou de medos. Vive o que tens de viver e esquece o que poderá ser vivido. A próxima vez que te apaixonares lembra-te de aproveitares cada segundo de paixão e de sorrisos. Descomplica o que não é complicado e deixa de controlar o que não é controlável. Vive aquilo que vos une e afasta-te do que pode provocar desunião.

 

Amar vai muito além do racional. Amar é estar perto um do outro mesmo que em silêncio, é partilhar momentos e ausências, é sorrir perante um disparate e percorrer quilómetros para um abraço.  Amar é adormecerem juntos no sofá, tomarem o pequeno almoço juntos e perderem-se tanto no toque como nas palavras. 

 

Amar é andarmos de mãos dadas com a autenticidade e a transparência e sorrirmos por tudo e por nada. Isso sim é amar! Por isso lembra-te a próxima vez que te apaixonares ama a sério!

 

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D