Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou business e life coach, sou escritora, inspiradora e formadora.

Marta Leal

... aventuras e desventuras de uma eterna apaixonada pela vida, pela familia e pela profissão que desempenha ... Sou business e life coach, sou escritora, inspiradora e formadora.

Não acreditar no amor é não acreditar na vida

e vai conseguir mudar a minha vida- (1).png

Pois fazes mal minha querida. Não acreditar no amor é como morrer por dentro. E quando se morre por dentro morre-se por fora. Passamos a pertencer aquele grupo de pessoas onde os protestos e os lamentos são mais frequentes que os sorrisos e os aplausos. Passamos a pertencer ao grupo dos que rosnam em vez de estarmos perto daqueles que suspiram. 

 

Não sei se percebes mas não acreditares no amor é permitires que aquele que chamas de "cabrão" te tire a capacidade de amar. É permitires que alguém te retire aquilo que faz parte de ti, ou melhor, aquilo que faz parte de todos nós. Porque minha querida no que diz respeito ao amor somos todos muitos iguais. 

 

Zangamos-nos com o amor quando nos devíamos zangar com quem nos relacionamos. Sabes minha querida o amor não tem culpa e não acreditar nele torna-se ofensivo. Culpar aquele que nos permite sorrir, flutuar, suspirar e viver uma vida mais feliz é errado. É completamente errado. Não acreditas no amor ou não acreditar nos homens? E em quais homens é que não acreditas? Conhece-los a todos?

 

"Eu já não acredito no amor" disseste-me tu com as lágrimas a escorrer pela cara enquanto os olhos revelavam uma tristeza enorme. Não sei o que te respondi naquele momento mas sei que te devo ter dito qualquer coisa como "é natural sentires isso quando te sentes desiludida". Mas sabes, não acreditar no amor é não acreditar na vida. E se não acreditares na vida que sentido tem tudo isto?

 

Coloca-te de pé. Enxuga as lágrimas e dá um passo de cada vez. Firme sempre muito firme. 

 

Marta Leal

Inspirational Coaching

 

Que nunca se impeça a alma de falar.

estou tão cansado.png

 

 

"Por vezes fico tão cansado disto tudo", diz-me enquanto se recosta no cadeirão em sinal de redenção. O final de dia traz com ele aquela aragem tão característica do velho oeste. Visto o casaco enquanto lhe sorrio em sinal de encorajamento.

 

"Esquece deves estar farta de ouvir os teus clientes!" Diz-me ele enquanto tenta disfarçar. Encorajo-o. Peço-lhe para que continue. Que não se impeça de partilhar o que lhe vai na alma. Que nunca se impeça a alma de falar! Parte de mim conhece-lhe as razões a outra parte conhece-lhe as emoções.

 

Sabes, Vasco. Existem dias em que também me sinto cansada. Cansada, não. Farta! Existem aqueles dias, semanas até em que parece que as soluções não aparecem e os problemas se multiplicam. É quase como se o mundo se tivesse virado contra nós. Não é? Sabes Vasco eu também tenho desses momentos. Talvez por isso entenda os momentos dos outros.  Sabes que também a mim me apetece mandar tudo ao ar e desaparecer. Sabes Vasco todos temos. Existe ali um momento em que nos apetece a todos desistir. Não acredites se te disserem o contrário. Só com autenticidade se limpa a alma, sabias? E a maioria de nós é tudo menos autêntico.

 

Mas sabes porque não devemos desistir Vasco? Porque se desistirmos estamos a desistir de quem somos e do que viemos cá fazer. Ao desistirmos acabam-se os sonhos. E de que vale viver se não tivermos sonhos?

 

O pôr do sol impôs-nos o silêncio. Ficámos ali a observar o sol a adormecer nos braços do mar enquanto nos perdíamos nos nossos pensamentos.  Nos nossos pensamentos e na nossa adolescência vivida em comum. Olhei-o pelo canto do olho e senti-o mais leve. Ficamos sempre mais leves quando permitimos que a alma fale!

 

Marta Leal

Inspirational Coaching

 

 

"Com esta idade já não encontro ninguém"

have fun.png

 

Não sei que lhe responda Maria. Hesito uns segundos entre o politicamente correcto e aquilo que sou. Ganha o que sou até porque nos últimos tempos o politicamente correcto deixou-me em situações menos confortáveis. Mas voltemos a si Maria, não sei o que espera que eu lhe responda quando me faz essa afirmação. Acredito que queira que eu a apoie nessa decisão e nesse ponto final que colocou para si culpando a idade. Mas não posso Maria. Não posso ser cúmplice de uma decisão que não me faz sentido. Até porque acredito que nunca é tarde para amar.

 

Não se trata da idade Maria. O mundo está cheio de histórias de amor coberto de todas as idades. O mundo está cheio de histórias que nos fazem sorrir e não são pela idade Maria. Não, Maria. Não é uma questão de idade é apenas uma questão de atitude. Não é a sua idade, como tanto insiste em dizer, que a impede de encontrar alguém mas sim a sua atitude. É a atitude de quem tem medo e prefere desistir sem tentar. É mais fácil assim não é Maria? Esconde-se atrás de uma desculpa que é tudo menos verdade. É válido pensar assim Maria. Mas não me venha dizer que é uma questão de idade.

 

Acredito que não lhe esteja a dar a resposta que pretendia mas também acredito que lhe estou a dar a resposta que precisa. Não posso passar-lhe a mão pela cabeça. Não, Maria. Esse não é o meu papel. O meu papel é dizer-lhe que desistirmos de amar aos 40 é desistirmos de viver demasiado cedo. De que vale a vida Maria se não nos atrevermos a vivê-la? O meu papel Maria é dizer-lhe para enxugar as lágrimas, libertar mágoas, endireitar os ombros, passar o seu batom mais berrante e fazer-se à vida.

 

Sabe Maria? Mudar de atitude vai ajudá-la a mudar de vida. 

 

Marta Leal

Inspirational Coach

 

 

Ama-te antes de Amares

amori.jpg

 

 

Fazer depender a nossa felicidade de outro está errado. Está errado para nós e está errado para o outro. Pensar em permanecer numa relação com medo de ficar sozinho é, para mim,  um ato de insanidade mental ou mesmo um ato de suicídio emocional. Conformar-me ao que tenho com medo do que nunca mais possa vir a ter confunde-me. 

 

Confunde-me não só pelo conformismo como pela resignação. Quando pergunto a algumas pessoas porque continuam em determinada relação visto que já não amam, a resposta que obtenho é a de que tem medo de ficar sozinhos. E depois? Perguntam-me frequentemente. E depois? Se não encontro mais ninguém? Muito estranho quando ainda não terminei uma relação e já estou a pensar que não consigo encontrar mais ninguém. Mais estranho ainda é o facto de eu não conseguir estar sozinho.

 

Colocar a minha felicidade na mão do outro é deixar de me amar. É procurar fora aquilo que preciso de encontrar cá dentro. É desculpar-me no outro para não me encontrar em mim. É procurar uma metade quando devia apenas procurar um complemento. Depois quando o outro desaparece o meu mundo desaba. Desaba o meu mundo e desabo eu porque não me amei o suficiente para me cuidar. Estruturas externas são sustentadas apenas por andaimes. Estruturas internas são sustentadas por fundações de pedra. 

 

Ama-te antes de amares. Sai do teu conformismo e resignação e olha-te ao espelho. Percebe quem és e escolhe quem queres ser. Decide de uma vez por todas que não é o outro és tu. Que não podes nem deves colocar a tua felicidade na mão de ninguém. Ama-te e só depois te deves atrever a Amar porque só quem se ama sabe o verdadeiro significado do amor. 

 

 

Marta Leal

Inspirational Coach

 

É muito mais do que possas pensar!

2015-09-12 20.15.20.jpg

 

 

Vivemos tão embrenhados em nós que nos esquecemos dos efeitos que temos nos outros. Já pensaste que o teu sorriso pode provocar sorrisos em cadeia? Já pensaste que a teu cuidado com o outro pode provocar mais atenção com terceiros? Já pensaste? É natural que sim. Estamos cada vez mais atentos ao bem que fazemos. A motivação e a inspiração estão na ordem do dia e nós somos muito atentos. E ao mal que podemos provocar será que estamos atentos? E não. Não me refiro a que o faças de forma pensada. Refiro-me ao que fazes sem perceber que fazes.

 

Refiro-me à leviandade das palavras que usas e à leviandade das acções que tomas. Recordas-te do dia em que resolveste á ultima da hora não apareceres na festa para a qual tinhas sido convidado? Não faz mal está lá muita gente deves ter pensado.  Agora imagina como seria se todos resolvessem não ir.

 

Recordas-te do dia em que atrasaste aquele pagamento? Sabes que o atrasares o teu pagamento fez com que quem não recebeu atrasasse o dele? É pouco, não faz falta disseste tu enquanto te envolvias noutra coisa qualquer. Agora imagina se todos fizessem e pensassem o mesmo que tu.

 

Recordaste do dia em que desapareceste da vida da tua namorada porque não aguentavas mais. Recordas-te? Os dias foram passando e tu foste-te desculpando com o tradicional "agora já não vale a pena". Recordas-te?

 

Na verdade é sempre muito mais do que possas pensar. As tuas acções vão muito além de ti, de mim e daqueles que conheces. Eu sei que as tuas acções são tuas mas pensa que não te afectam apenas a ti.  Decide como te apraz decidir mas assume as tuas responsabilidades. Assume sempre as tuas responsabilidades!

 

É muito mais do que possas pensar e na dúvida faz sempre aquilo que gostarias que te fizessem a ti.

 

 

Inspirational Coach

Marta Leal

 

Amar alguém

 

2016-03-03 14.50.53.jpg

 

Amar alguém é muito mais do que termos uma relação. Amar alguém significa que te deves amar na mesma proporção. Que deves ser feliz com ou sem amor. Permite-me a analogia e imagina-te a ti como o bolo e o amor como a cereja que lhe colocas no topo.Parece demasido redutor não é verdade?  Acontece que amar alguém significa que  o teu mundo se deve manter firme na ausência e na presença. Abanar pode mas desabar não. Já viste como é injusto colocares a tua felicidade na mão de quem amas?

 

Mantém-te firme e fiel a quem és. Faz o que sempre fizeste. Gosta do que sempre gostaste e sorri ao que sempre sorriste. Lembra-te que o amor é de prazo incerto! Há os que duram para sempre e os que nem sempre duram.

 

 

Marta Leal

Inspirational Coach

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D